Com futuro indefinido no Internacional, Rodrigo Caetano pretende planejar temporada de 2021

No começo desta temporada, Rodrigo Caetano foi alvo do Alético-MG e Palmeiras

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Internacional

Sem saber qual será o seu futuro no Internacional por conta da eleição presidencial no dia 25 de novembro, Rodrigo Caetano, diretor-executivo de futebol, garante que fez e fará tudo de melhor em prol do Colorado. A princípio, o seu vínculo com o clube termina em 31 de dezembro. Apensar disso, o dirigente já está pensando no futuro e pretende fazer parte do planejamento para a formação do elenco visando a temporada de 2021.

“Essa função política ainda tem etapas. Eles (candidatos) vão ter que apresentar planos e vamos ver se estou dentro. Eu não tenho pressa nenhuma. Profissionalmente, seria ideal no mínimo concluir a temporada. Todos nós trabalhamos para que se encerrem ciclos. Tenho que me preocupar com o que eu controlo. Nesse caso, até 31 de dezembro. Preciso planejar o Inter para ter continuidade. A renovação não é importante neste momento”, disse o dirigente em entrevista à “Rádio Grenal”.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Historicamente, Rodrigo Caetano não costuma ter envolvimento na vida política dos clubes onde trabalha. Foi assim período que passou pelo futebol do Rio de Janeiro. Afinal, ele se tornou peça chave nas administrações de Roberto Dinamite e Eduardo Bandeira de Mello quando comandou o futebol de Vasco e Flamengo, respectivamente. Por isso, o dirigente pretende esperar o resultado do pleito para conversar com o novo presidente.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

Apesar disso, isso não significa que a mudança na administração do Internacional resulte na saída de Rodrigo Caetano. Muito pelo contrário. O dirigente é bem avaliado por todas as correntes políticas coloradas. Afinal, ele teve papel fundamental nas contratações de jogadores como Paolo Guerrero, Abel Hernández, Rafael Sóbis, Thiago Galhardo e Rodrigo Lindoso.

Porém, Rodrigo Caetano sabe que os resultados dentro de campo serão fundamentais para mantê-lo por mais um ciclo no Internacional. Atualmente, a equipe colorada tem três importantes frentes de trabalho para conseguir conquistar um título nesta temporada: a Copa Libertadores da América, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

“Nós temos que fazer as coisas por etapas. Nesse momento não há um pensamento de priorizar. É um elenco que pode suportar essa maratona. Estamos muito mais perto de conquistar um título do que distante. Então, no momento, não pensamos em priorizar competições”, finalizou.

A temporada do Internacional

No momento, o Internacional está classificado para as oitavas de final da Libertadores. O time de Eduardo Coudet vai estrear nos playoffs da competição enfrentando o Boca Juniors. No Campeonato Brasileiro, o Colorado é o líder ao lado do Flamengo com 34 pontos. Já na Copa do Brasil, a equipe pega o Atlético Goianiense.

LEIA MAIS: