Por presença de área e imposição física, Grêmio confirma interesse em novo alvo para o ataque; veja lances e gols

Direção do Grêmio segue no mercado buscando uma alternativa ao titular Diego Souza

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/AFP

Depois de declarar em mais de uma oportunidade o desejo de ainda contratar um centroavante, um meia e um volante, o Grêmio parece ter encontrado um nome para a primeira das três posições. O argentino Diego Churín, de 30 anos, jogador do Cerro Porteño desde 2017, é a nova bola da vez no tricolor.

Em declarações dadas ao site GaúchaZH, o vice-presidente de futebol gremista Paulo Luz admitiu o interesse no  nome de Churín, citando que há uma lista com mais nomes:

“(Chegamos ao nome pela) Nossa área especializada, o CDD, pelos nossos relacionamentos. É um nome em uma lista de mais gente”, declarou.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Para o Grêmio, Churín pode executar a função de Diego Souza tendo também a característica de imposição física e presença de área, com 1m87. Como mostra a foto de capa, ele atuou contra o Grêmio pela Libertadores do ano de 2018.

O valor de mercado do argentino é 750 mil euros (R$ 4,9 milhões na conversão atual), de acordo com o Transfermarkt, e ele tem 52 gols em 127 partidas pelo Cerro.

Antes, ele atuou no Unión Española-CHI, marcando 20 gols em 36 duelos. Tem também passagens no Chile por Curicó e Universidad Concepción. Na Argentina, foi revelado pelo Independiente, onde atuou entre 2007 e 2013.