Robinho não é o único! 5 nomes da Série A que já foram acusados de agressão a mulher

Reforço do Santos, Robinho foi condenado em 1ª estância por estupro na Itália e recebeu diversas críticas nas rede sociais nesta semana

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

A contratação de Robinho pelo Santos agitou as redes sociais nesta semana. Condenado em primeira estância por estupro na Itália, o jogador assinou um contrato de seis meses com a equipe da Vila Belmiro, o que foi muito criticado por torcedores do próprio clubes, além dos rivais.

Torcedores acabaram ficando mais atentos a esse tipo de casos e acabaram relembrando outras estrelas do futebol que foram acusadas de agredir uma mulher, mas continuam em foco nas grandes competições do futebol mundial.

Pensando nisso, o TORCEDORES separou cinco nomes que são estrelas da primeira divisão do Brasileirão, mas foram acusados – e até condenados – por agredir mulheres, mostrando que o caso de Robinho não é muita novidade para o país.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

1 – Jean: Caso mais recente, o goleiro Jean, que hoje pertence ao Atlético Goianiense, foi preso nos Estados Unidos nas férias de dezembro após agredir a sua esposa. O jogador teve o contrato suspenso com o São Paulo e acabou sendo dispensado pelo Tricolor Paulista após o caso.

2 – Cuca: Hoje treinador do Santos, ele se envolveu em uma grande polêmica em 1987, quando era jogador de futebol. Ele teria violentado uma garota de 14 anos na época, em uma viagem do Grêmio à Suíça, onde acabou ficando detido por um mês.

3 – Cazares: Agora camisa 10 do Corinthians, o meia equatoriano foi acusado de agredir duas mulheres em Belo Horizonte, quando jogou no Atlético Mineiro. A Polícia Civil acabou concluindo que foi apenas uma confusão, já que não haviam provas da agressão.

4 – Wescley: Meia do Ceará, o jogador foi acusado de agredir a esposa, que estava grávida, em 2016. Uma prima da vítima chegou a relatar como foi o momento. “Ela chegou à casa da minha avó chorando muito, com queixo inchado e marcas no pescoço. Foi por ciúme. Ele descobriu que ela tinha perfil numa rede social e não queria que tivesse. Aí, começou a bater nela”, afirmou.

5 – Wesley Piontek: Menos conhecido, o atacante estreou pelo Red Bull Bragantino na 15ª rodada do Brasileirão. Porém, dias antes, foi condenados a 1 anos e quatro meses de regime aberto por agressão e lesão corporal em violência doméstica depois de agredir a sua então namorada, de acordo com o Globoesporte.com.

VEJA TAMBÉM:

Neymar é o maior pós-Pelé? Tite dá a sua opinião e valoriza atual camisa 10 da Seleção: “Cada vez melhor”

VÍDEO: Messi bate boca com Marcelo Moreno e jogo acaba em confusão na Bolívia