Neymar é o maior pós-Pelé? Tite dá a sua opinião e valoriza atual camisa 10 da Seleção: “Cada vez melhor”

Atacante atingiu a marca de 64 gols pelo Brasil e se isolou no segundo lugar da artilharia histórica da Seleção. Confira a opinião de Tite!

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

O jogo entre Brasil e Peru entrou para a história da Seleção na última terça-feira (13). Com os três gols marcados, o atacante Neymar Junior ultrapassou Ronaldo Fenômeno na artilharia do Brasil e agora só fica atrás de Pelé, que marcou 77 gols com a camisa canarinha.

Após atingir o feito, o nome de Neymar agitou as redes sociais novamente com o debate sobre quem foi o melhor jogador pós-Pelé. Em entrevista coletiva após a partida, o treinador Tite abriu o jogo sobre esse questionamento e preferiu valorizar o desempenho do atual camisa da seleção brasileira.

“Cada momento histórico da seleção, cada geração, ela tem seus próprios valores. Ela tem Ronaldo Fenômeno extraordinário. Tem Rivaldo, Romário, Bebeto, cada um no seu momento. É injusto fazer comparativo nas etapas de cada um. O que posso dizer é que o Neymar tem essa imprevisibilidade, ele é arco e flecha. Ele é o jogador da assistência e da finalização também. Cada vez melhor e com grau de maturidade cada vez maior”, disse Tite.

Neymar teve grande destaque em posicionamento diferente de suas funções em 2019 na Seleção. Tite valorizou essas escolhas e o lado individualista do atacante do Paris Saint-Germain.

“Procuramos trazer e dar a bola para ele no setor mais importante do gramado. Que é próximo aos volantes adversários, ali ele é criativo, ele tem a finta, o drible. Ele não faz o drible para malabarismo, mas para ir para o gol. Para desequilibrar, é característica dele”, completou Tite.

VEJA TAMBÉM:

Peru x Brasil: veja o ‘show de Neymar’ e os melhores momentos da vitória da Seleção

Neymar faz 3, ultrapassa Ronaldo e garante vitória do Brasil contra o Peru; assista aos gols