Campello avalia possibilidade do Vasco comprar Benítez: “Vai depender da decisão sobre a eleição”

Presidente do Vasco não cravou permanência do meia no clube

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Rafael Ribeiro/Vasco

Em entrevista coletiva, Alexandre Campello atualizou a situação envolvendo Benítez. Dessa forma, o atual presidente do Vasco avaliou que o seu sucessor, ainda indefinido, irá definir a possível compra do argentino, que pertence ao Independiente. Sendo assim, o dirigente ainda comentou o fato de Leven Siano, que tenta concretizar sua vitória na eleição por meio da Justiça, ter anunciado o acerto pela permanência do argentino.

“A última notícia que tenho é que tem um candidato (Leven Siano) que já contratou. Difícil caminhar com uma situação com essa. A nossa ideia era usar nossos parceiros em um projeto capaz de arrecadar os recursos para essa contratação. Mas toda essa situação (eleições) gera uma insegurança grande nos nossos parceiros. Temos até dezembro para resolver. Vai depender muito da decisão da Justiça sobre a eleição. A partir daí podemos retomar as conversas junto com o Independiente e com o presidente eleito”, declarou.

COMPROMISSO ATÉ O FIM DO MANDATO

Apesar de não ter sido reeleito, Campello deixou claro que está comprometido até o fim do contrato. Portanto, pediu aos candidatos que desejam assumir a presidência do Vasco, priorizem o clube, e não questões pessoais. Mesmo assim, não deixou de criticar a conduta de Leven Siano.

“Peço aos candidatos que cheguem a um consenso, mas que botem o Vasco no primeiro lugar. Vou passar o cargo com toda a isenção para quem a Justiça decidir. O Vasco não será tomado de assalto. O Vasco tem um presidente até o dia 15 de janeiro pelo menos. E que vai continuar trabalhando com o mesmo afinco e com a mesma determinação que o fez até aqui“, expressou.

E aí vem um candidato, numa bravata, num rompante, numa fanfarronice, critica jogador e diz como ele deve jogar. Diz que vai trazer jogador. Será que essas pessoas não pensam no impacto que isso tem no time? Essas pessoas que querem assumir o Vasco precisam pensar na instituição, precisam pensar na imagem da instituição. Ter equilíbrio. É isso que se espera de um presidente: equilíbrio, seriedade e muita luta”, completou.

LEIA MAIS