Corinthians divulga déficit de R$ 6,2 milhões nas contas em 2020

Balanço financeiro do clube indica que Timão teve prejuízos até setembro; dívida do clube também cresce

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial Corinthians

O Corinthians vive situação financeira difícil e esta só tende a aumentar em 2020. O clube registrou durante o ano de 2020 prejuízo de R$ 6,2 milhões em suas contas. Os dados foram publicados no balanço financeiro do Timão.

O prejuízo de 2020 consta desde janeiro até setembro de 2020, com o valor do déficit apenas no último trimestre postado em R$ 10,6 milhões. Segundo o clube, os motivos de tal prejuízo nas contas do clube na temporada é resultado de ‘reversão de valores de patrocínio, afetados pela rescisão de um contrato e renegociação de outros valores de contratos vigentes’, além da pandemia do coronavírus ter afetado as receitas.

O panorama mostrado pelas contas corintianas no primeiro semestre era bastante diferente, com superávit de R$ 4,39 milhões. Muito disso motivado por negociações de jogadores, esta sendo a principal fonte de receitas alvinegras, chegando a R$ 186,4 milhões com vendas e recebimento do chamado ‘mecanismo de solidariedade’.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

Dívida chega a R$ 920 milhões

Se os números do balanço anual seguem mostrando preocupação, o crescimento da dívida do Corinthians também pode suscitar algum receio. Segundo o próprio clube, a dívida acumulada geral do clube e de R$ 824 milhões, destas R$ 354 milhões em ‘compromissos de longo prazo’.

Os valores diferem da dívida que o Globoesporte.com publica, que gira em torno de R$ 920,3 milhões, 38,3% maior do que os valores até o final de 2019, estes girando em torno de R$ 665 milhões. Ambos os casos não consideram o financiamento da Neo Química Arena com a Caixa Econômica Federal.

São R$ 567 milhões de dívidas de curto prazo (em até um ano) que o Corinthians tem de pagar aos credores. Por outro lado, o Timão teve redução de dívidas de direitos de imagem, que agora estão em R$ 105 milhões (em 2019 o valor era de R$ 116 milhões).

LEIA MAIS

Mário Gobbi vê “absurdo” no sub-23 do Corinthians e diz o que fará caso seja eleito

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook Oficial Corinthians)