Deiveson espera ‘show’ para manter viva categoria dos moscas do UFC

Brasileiro encara neste sábado (21) Alex Perex na luta principal do UFC 256

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Deiveson Figueiredo defenderá seu cinturão peso-mosca do UFC pela primeira vez neste sábado, diante de Alex Perez. O ‘Deus da Guerra’, que conquistou o cinturão vencendo Joseph Benavidez, já tem em mente o que quer para o duelo: dar show.

No media day virtual do UFC 255, Deiveson afirmou acreditar que pode ser o responsável por manter a divisão, que vive nos últimos anos com instabilidade sobre sua permanência no Ultimate. Continuar vencendo é o que vê como o fator para manter de pé o peso-mosca.

“Eu costumo dizer que sou o ‘vocalista’ da divisão, sempre entro para dar show. Cheguei para reanimar a categoria. E vocês podem ter certeza de que a luta de sábado será um show. Mais uma vez vou provar ao evento que a categoria até 57kg merece ter aplausos”, disse o campeão.

Originalmente, seria o ex-campeão dos galos Cody Garbrandt a ser adversário de Deiveson, mas ‘No Love’ teve que deixar a luta. O ‘Deus da Guerra’ ainda segue com vontade de encarar o americano, mas que a luta seja na categoria em que reina.

“Desde sempre falei que o Cody tinha que baixar de peso e lutar com alguém antes de me enfrentar. Mas se o Dana (White) quer que ele lute comigo, que venha. Estou preparado para quem vier, ele ou o (Henry) Cejudo, estou preparado. Mas acho que essa luta contra o Perez é uma boa, achei correto encontrar um lutador da categoria para lutar comigo. Espero que essa luta aconteça, mas o Cody primeiro tem de bater o peso e é bem difícil bater o peso aqui nos moscas”, afirmou o ‘Deus da Guerra’

LEIA MAIS

Junior Cigano é escalado para enfrentar francês no UFC 256

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook UFC Brasil)