Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Maradona “xingou, empurrou e expulsou” médico em último encontro, relata enfermeiro

O enfermeiro que cuidou de Maradona em seu último dia afirmou ainda que o ex-craque ‘era explosivo e intratável’

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Reprodução/Instagram Maradona

A morte de Diego Maradona na última quarta-feira (25) segue sendo um dos principais assuntos da semana – além da comoção mundial pela perda do craque argentino, cada dia surgem novas notícias e revelações sobre os últimos dias do ídolo do Boca Juniors e do Napoli. O blog do jornalista Tales Torraga traz neste domingo relatos do enfermeiro e da cozinheira de Maradona aos investigadores, divulgados inicialmente pela agência de notícias Télam.

De acordo com a publicação, Maradona “xingou, empurrou e expulsou de casa” Leopoldo Luque, seu médico pessoal, no último encontro entre ambos, no dia 19, seis dias antes de morrer, aos 60 anos, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

A revelação foi feita pelo enfermeiro Ricardo, que cuidou do craque em seu último dia. Ele ainda contou que “Diego era um paciente explosivo e intratável”. A briga entre Maradona e Leopoldo Luque, foram confirmadas por Romina Milagros Rodríguez, cozinheira de Maradona.

Após o desentendimento, o médico achou melhor recuar e não contrariar Maradona. Diante disso, Luque voltou a casa do ex-jogador apenas na quarta-feira para solicitar a ambulância após sua parada cardiorrespiratória. “Vocês não sabem como é difícil lidar com Maradona”, disse o médico em diversas oportunidades nas últimas semanas, após Diego operar o cérebro.

LEIA MAIS:
CBF se incomoda por Conmebol colocar Maradona como “melhor do mundo”, diz site
Renato Gaúcho faz homenagem a Maradona e usa camisa do argentino em jogo do Grêmio

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes