Procuradoria do STJD denuncia Sampaoli por presença em Atlético-MG x Flamengo; veja possível gancho

Treinador do Atlético-MG estava suspenso na partida, mas esteve presente no estádio e teria passado instruções para seu auxiliar

Bruno Romão
23 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Bruno Cantini / Agência Galo / Clube Atlético Mineiro

Após estar presente no Mineirão para acompanhar Atlético-MG x Flamengo, Jorge Sampaoli foi denunciado pela Procuradoria do STJD. Além disso, o auxiliar do treinador, Diogo Alves, que teria recebido instruções pelo telefone, também será julgado. Por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o comandante do Galo deveria ser ausência no estádio, mas insistiu em acompanhar o confronto de perto.

Portanto, o argentino foi enquadrado no artigo 258 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), tendo em vista que ele “assumiu conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”. Dessa forma, existe a possibilidade do profissional receber de um até seis jogos de suspensão. Já o Atlético-MG tem chances de ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil.

“O fato é: Jorge Sampaoli estava no estádio passando orientações. A prova de vídeo é inegável. Portanto, restam duas hipóteses: (a) ele estava na delegação; ou (b) ele não estava inscrito na delegação. Caso a primeira se confirme, restará configurada uma ofensa gravíssima à estabilidade do regulamento geral de competições, visto que o clube não observou a regra de suspensão do seu comandante. Tal fato é grave porque quebra a paridade técnica ao permitir que o treinador influencie no resultado do jogo passando instruções quando deveria estar afastado do desempenho de suas funções. É uma interferência indevida e ilegal, ferindo de morte a paridade de armas e tornando inócuo todo o ordenamento de sanções disciplinares”, afirmou a denúncia da Procuradoria.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

DATA DO JULGAMENTO

Agora, resta saber qual será a pena de Sampaoli no julgamento que deve ocorrer no começo de dezembro. Enquanto isso, o treinador do Atlético-MG está liberado para seguir trabalhando normalmente, estando presente no próximo compromisso do clube no Brasileirão. No domingo (22), fora de casa, o líder do campeonato tem pela frente o Ceará.

LEIA MAIS