UEFA investiga PSG x Basaksehir após caso de racismo

A UEFA começou uma UEFA começou uma investigação para analisar as acusações sobre o quarto árbitro da partida entre PSG e Istanbul Basaksehir na última terça (08)

Igor Mello
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / @ibfk2014

Nesta quarta-feira (09), a federação europeia de futebol começou a investigar a acusação do caso de raciso durante o jogo do PSG e Istanbul Basaksehir válido pela última rodada da fase de grupos da Champions League. A informação é de Matt Slater do The Athletic.

O portal americano teve acesso a uma fonte dentro do Basaksehir que afirmou que o treinador Okan Buruk acusou o quarto árbitro romeno Sebastian Coltescu de chamar o assistente Pierre Webo de “n***o”. Ademais, tem o vídeo da partida em que o próprio Webo acusa o árbitro de proferir tais palavras. Cabe destacar que a conotação da palavra utilizada em inglês é diferente da tradução para o português.

Ambos os times sairam da partida e o jogo foi interrompido devido ao caso. A expectativa é que retorne hoje, a partir dos 14 minutos do primeiro tempo às 14:55 horário de Brasília.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

O que a UEFA disse?

Em um comunicado nesta quarta (09), a UEFA afirmou: ” De acordo com o artigo 31(4) do Código de regras, ética, discípula e regulação da UEFA um inspetor foi apontado hoje para conduzir uma investigação disciplinatória em relação ao incidente e aos eventos que levaram a partida da fase de grupos da UEFA Champions League entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir Fk serem abandonada. Informações em relação a investigação serão divulgadas no decorrer do processo.”

O que pode acontecer?

Ainda não tem como saber, visto que a situação ocorrida desta terça-feira foi sem precedentes. Entretanto, as regulações da UEFA em relação a qualquer pessoa que “insulta a dignidade humana de uma pessoa ou de um grupo em qualquer fundamento”, que inclui “cor da pele” e “raça”, “está sujeita a uma punição com a suspensão por pelo menos 10 partidas”.

Qual foi ocorrido entre treinadores e árbitros?

Com apenas 14 minutos do primeiro tempo, aconteceu um incidente normal de partida em que o assistente Pierre Webo estava gritando contra o árbitro Ovidiu Hategan. O motivo foi um cartão amarelo recebido por um atleta do Basaksehir em que todo o banco considerou injusto. O árbitro perguntou ao quarto árbitro da partida quem fez a reclamação, que então respondeu de acordo uma fonte do clube turco, “the n***o one”.

Com isso, Webo recebeu o cartão vermelho enquanto protestava em direção ao árbitro. O treinador Buruk falou que quarto árbitro não poderia usar a terminologia “n***o” em relação ao assistente porque é uma expressão racista.

Existem indícios que o quarto árbitro romeno disse, “ala negru”, o que é traduzido para “aquele preto ali”

A reação dos atletas

O atacante do Basaksehir Demba Ba falou com os árbitros da partida afirmando: “Você nunca fala ‘esse cara branco’, você fala ‘esse cara’ então porque quando se trata de um cara negro você tem que dizer ‘este cara negro’ “.

Os atletas do PSG se juntaram aos do seu adversário no protesto em relação aos árbitros. Após as conversas, os jogadores do Istanbul caminharam pelo túnel no Parque dos Príncipes e se juntaram aos representantes do PSG. Os visitantes se sentiram muito amparados com as ações de Neymar e Mbappé, as duas maiores estrelas do time de Paris.

O que falaram ateltas e clubes:

O Basakshir postou em sua conta do twitter: “Nossos jogadores tomaram a decisão de não voltar a campo depois que nosso assistente, Pierre Webo foi vítima de ofensas raciais pelo quarto árbitro”. Além disso, os principais times da Turquia se manifestaram em apoio ao estreante da liga dos campeões em suas contas oficiais.

Além disso, Mbappé também escreveu: “DIGA NÃO AO RACISMO. M. WEBO NÓS ESTAMSO COM VOCÊ.”

Quando a partida vai acontecer?

O jogo recomeça hoje (09) aos 14 minutos do primeiro tempo em que parou, às 14:55. A paritda terá um grupo novo de árbitros.

Leia Mais

Árbitro FIFA, partidas inexpressivas e nenhum destaque: quem é o 4º árbitro que foi acusado de racismo em PSG x Istanbul Basaksehir?

PSG x Istanbul: 4ª árbitro fala pela primeira vez sobre as acusações de racismo