À espera do Benfica, Marítimo quer compensação financeira e jogadores em troca para liberar Rodrigo Pinho

Rodrigo Pinho tem acordo verbal para defender o Benfica nesta temporada

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Maritimo

O Benfica se acertou com o atacante Rodrigo Pinho. As partes têm tudo encaminhado, inclusive, as bases salariais e o contrato definitivo até 2023. Porém, o presidente do Marítimo, Carlos Pereira, não abre mão de uma compensação financeira para que o atleta seja liberado nesta janela de transferências. Por isso, ele promete jogo duro nesta negociação. A informação é do jornal português “A Bola”.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva

Ainda segundo a publicação, o empresário do jogador, Marcelo Lipatín, irá se reunir nesta terça-feira com o Marítimo para negociar uma redução no valor inicial para liberar o atacante. Ele acredita que a diretoria aceitará a proposta e que o acordo pode ser concretizado. O Valor, a princípio, é considerado alto pelo presidente do Benfica Luís Filipe Vieira e, por isso, ocorrerá uma nova conversa entre o agente e o Marítimo.

Rodrigo Pinho comunicou ao clube que aceitará abrir mão do dinheiro que tem a receber pela negociação para se transferir ao Benfica. Resta saber ser chegarão a um entendimento, afinal de contas, o presidente Carlos Pereira não parece estar muito disposto a ceder neste caso. Porém, os encarnados esperam, até o fim desta semana, pelo menos avançar nas negociações para a transferência de Rodrigo Pinho.

O Marítimo deseja algo em torno de 500 mil euros (R$ 3,3 milhões, pela cotação atual). Além disso, o clube deseja o empréstimo de pelo menos três jogadores do elenco encarnado que não serão aproveitados pelo técnico Jorge Jesus na sequência da temporada. O Benfica, a princípio, colocou à disposição os nomes do zagueiro Germán Conti, do meia Franco Cervi e do centroavante Facundo Ferreyra.

Apesar do trio agradar ao Marítimo, o técnico brasileiro Milton Mendes tem a preferência de contar com jogadores jovens no decorrer da temporada. Os nomes, inclusive, são mantidos em absoluto sigilo pelos dirigentes por uma questão de estratégia de mercado. Enquanto isso, as negociações com Marcelo Lipatín seguem acontecendo para tentar chegar em um acordo que possa ser melhor para as partes envolvidas.

Rodrigo Pinho no Marítimo

Em junho de 2017, o Marítimo anunciou a contratação de Rodrigo Pinho. Ele chegou ao clube sem custos após passagem apagada por Nacional e Braga. Ele foi uma das apostas do técnico Daniel Ramos, maior entusiasta da sua chegada, à época. Pelo clube, o centroavante disputou 111 partidas e marcou 36 gols. É, portanto, um dos maiores ídolos da torcida na atualidade.

Revelado pelo Bangu, Rodrigo Pinho acumula passagens por Cabofriense e Madureira. Recentemente, o camisa 9 começou a ser especulado em clubes da Espanha, França e Portugal. Ele, inclusive, chegou a ser procurado pelo Sporting. Porém, os Leões desistiram da negociação. Agora, o atacante está perto de ser o novo reforço do Benfica.

LEIA MAIS:

Ex-goleiro do São Paulo e Atlético-MG negocia rescisão amigável com o Sporting; saiba mais!

Jorge Jesus volta a cobrar reforços no Benfica; técnico quer meia do River Plate

Perto de anunciar Samuel Xavier, Fluminense tem na base promessa como alternativa

Ex-atacante de Botafogo, Vasco e Internacional é o novo técnico do Boavista para o Cariocão