Corinthians define quatro jogadores da base que vão subir para o profissional; veja lances

Equipe de Vagner Mancini deve fazer contratações pontuais e utilizar mais as promessas das categorias de base no Corinthians em 2021

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians

O Corinthians iniciará os trabalhos de 2021 com novos nomes entre os profissionais. Em boa fase no Timão, o treinador Vágner Mancini definiu quatro jogadores do sub-20 que subirão para a equipe já em janeiro. A informação foi divulgada inicialmente pelo Meu Timão e confirmada pela reportagem do Torcedores.

Nas quartas de finais do Brasileirão sub-20 e finalista do Paulista da mesma categoria, a equipe de Dyego Coelho teve grandes destaques. Porém, os quatros que deverão ganhar a vaga nos treinamentos do elenco principal são: o atacante Cauê, os meias Vitinho e Adson, e o lateral-esquerdo Reginaldo. Conheça cada um deles!

Cauê: Com 19 anos de idade, o atacante foi contratado no ano passado e já desperta interesse do Real Madrid, de acordo com publicação do jornal Marca. Enquanto segue no Brasil, Cauê é titular da seleção brasileira sub-20 de André Jardine como um artilheiro oportunista.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Vitinho: Conhecido há muito tempo da torcida do Corinthians, o meia joga agora mais recuado com Coelho. Portanto, seria uma excelente opção de substituto para o colombiano Victor Cantillo.

Reginaldo: Contratado em 2020 após ser alvo do Palmeiras, o lateral-esquerdo já jogou profissionalmente pelo ABC. Lateral-esquerdo de origem, o jogador é um excelente criador de jogadas com passes curtos, algo parecido com o já profissional Lucas Piton.

Adson: Com idade avançada para jogar a próxima temporada no sub-20 assim como Vitinho, o meia-atacante teve grande destaque e é comparado com Pedrinho na equipe do Corinthians.

VEJA TAMBÉM:

Corinthians terá 2 clássicos e outros 4 jogos em 17 dias; veja agenda de janeiro

Ronaldo, Rivellino e mais 8 craques que nunca conseguiram vencer o Brasileirão

Ídolo? Guerrero atingiu 2 marcas históricas no Corinthians antes de saída turbulenta