Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Sampaoli diz que derrota do Atlético para Goiás é ‘difícil de explicar’

Galo perdeu para um dos lanternas do Brasileirão nesta quarta-feira (3) e pode ver briga pelo título se complicar

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

O Atlético perdeu uma chance para poder diminuir a desvantagem que tem para seus rivais na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, em Goiânia, o Galo foi derrotado por 1 a 0 pelo Goiás, que briga para não ser rebaixado.

E Jorge Sampaoli, em suas palavras, não conseguiu encontrar ‘explicação’ para o tropeço atleticano na Serrinha. O treinador lembrou que sua equipe teve mais posse de bola, pressionou e criou chances. Mas mesmo assim não conseguiu reverter o tropeço.

“Foi um jogo difícil de poder explicar. Tivemos 85% de posse de bola (segundo o Sofascore, 78%), estivemos todo o tempo no campo rival. E o time que só chutou uma vez ao gol venceu a partida. Nós, que conseguimos boas chances de gol, não as concretizamos; O futebol tem dessas coisas”, disse Sampaoli.

Sobre as chances de título do Atlético, Sampaoli evita jogar a toalha apesar das possibilidades de ser campeão brasileiro poderem se reduzir ao final da rodada. Com 60 pontos, o Galo é terceiro colocado e tem cinco pontos de desvantagem para o Inter. Dependendo do resultado do Colorado contra o Athletico Paranaense, o time mineiro pode ficar até oito pontos de distância para o líder.

“Isso não pode se tolerar ou justificar. Não vai haver abatimento, ao contrário. Tem que rebeldia. Perdemos, isso acontece, é o futebol, passamos 90% do jogo no campo do rival, como sempre. Não tivemos uma noite inspirada na contundência. Temos que pensar no próximo jogo, jogar sempre melhor do que o último jogo. Abater-se não é respeitar o escudo, a camisa, que é tão importante para nós. Todo jogo que defendermos do Atlético terá que ser zero abatimento e muita busca”, afirmou.