De olho na final da Copa do Brasil, Palmeiras pede adiamento de clássico contra o Corinthians pelo Paulistão

Clássico está marcado entre os jogos da final da Copa do Brasil, quando o Palmeiras enfrenta o Grêmio

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras enviou um pedido à Federação Paulista de Futebol (FPF) para adiar o clássico contra o Corinthians, marcado para o próximo dia 3 de março, na Neo Química Arena, em jogo válido pela rodada do Campeonato Paulista de 2021. De acordo com informações do ‘Ge’, a diretoria do clube Alviverde solicitou a alteração da data por causa da maratona de jogos enfrentada pela equipe – o Dérbi está marcado entre as finais da Copa do Brasil, que acontecem entre os dias 28 de fevereiro e 7 de março, contra o Grêmio.

Segundo a publicação, a FPF recebeu o pedido do Palmeiras e avalia a possibilidade de atender a solicitação do atual campeão paulista. A decisão definitiva deve sair nos próximos dias, mas sem um prazo para a resposta. Independente da posição da entidade, o clube Alviverde tem até sexta-feira (26) para entregar a lista de jogadores inscritos para o Campeonato Paulista.

Vale lembrar que a FPF já adiou a estreia do Palmeiras no Paulistão, contra o São Caetano, inicialmente prevista para acontecer no final de semana dos dias 27 e 28, quando será disputada a primeira rodada do estadual. O jogo foi remarcado para 11 de março.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

O técnico Abel Ferreira tem feito duras críticas ao calendário do futebol brasileiros nas últimas semanas. “Algo que nunca vivi [um clube ter 75 jogos em uma mesma temporada]. Se todos quiserem sentar à mesa, é possível. Minha opinião ou interrogação é dizer que pode fazer mais e melhor para futebol e jogador brasileiro. Temos estádios fenomenais, CTs fenomenais. Agora temos que valorizar o futebol”, disse o português.

“Hoje vocês vêem o treinador na Europa todos a chorarem, porque tem essa densidade competitiva agora. Vou chegar ao fim do ano com 10, 11 jogadores, e temos casos desses; peço apenas para refletir sobre isso. Talento não há mais do que aqui, competitividade também. Temos estádios melhores, CTs incríveis…vamos fazer esforço para organizar melhor o Estadual, o Brasileirão e a Copa para estarmos melhores nas competições nacionais, na Seleção e valorizar o jogador brasileiro”, completou.

Em meio aos pedidos de Abel Ferreira por melhorias no calendário, o vice-presidente da CBF, Elias Noveletto, afirmou, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que o Palmeiras só está com um calendário apertado e difícil por culpa própria. “- Vê se o presidente do Palmeiras, se algum dirigente abre mão… Ele não é obrigado a jogar. Ele quer ganhar! Ele pode abrir mão, não é obrigado. Mas não, precisa fazer caixa, ganhar prêmio da CBF, ganhar prêmio de quem patrocina os campeonatos”, disse o dirigente.

“Vão pagar R$ 60 milhões para o campeão do nacional. Pagaram sei lá, R$ 90 milhões para a Copa do Brasil. A Libertadores é mais 20 milhões de dólares. Então é tudo assim. Eles não são obrigados. Quem mandou eles ganharem? Ganhem só metade, para não ter esse problema”, disparou.

LEIA MAIS:
Acabar com as chances de título do São Paulo foi o único alento do Palmeiras no Morumbi

Abel Ferreira evita falar sobre arbitragem e pede desculpa por se exaltar em Choque-Rei: “Não foi exemplo”
Paulistão, Libertadores e Brasileiro: Palmeiras fecha temporada de clássicos em 2020 como ‘carrasco’ dos rivais

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes