Só 3 clubes sobreviveram à “dança dos técnicos” no Brasileirão 2020; veja os mais longevos

Brasileirão terá última rodada toda disputada nesta quinta (25)

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com

Crédito: Divulgação /Grêmio

O Brasileirão está em sua reta final e apenas três clubes conseguiram manter seus treinadores durante todo o período. Essa situação não deve mais mudar já que a última rodada está marcada para esta quinta-feira (25) com todos os jogos sendo realizados no mesmo horário (21h30).

Somente Grêmio, comandado por Renato Gaúcho, Atlético-MG, do argentino Jorge Sampaoli, que deve sair após o Brasileirão, e Ceará, de Guto Ferreira, seguem com os mesmos treinadores desde o início da competição, em agosto do ano passado.

Cuca, do Santos, era o quarto, mas deixou o clube antes da última rodada. Se despediu neste domingo (21), com empate diante do Fluminense e uma vaga na “pré” Libertadores garantida.

Curiosamente, os três treinadores ainda no cargo são também os que estão há mais tempo entre os times da Série A.

Renato Gaúcho é o recordista com mais longevidade no Brasil. Pois está no comando do Grêmio há quatro anos e cinco meses.

Sampaoli está há 11 meses no Atlético-MG, mas tudo leva a crer que não vai completar um ano no cargo, pois teria já um acordo para treinar o Olympique de Marselha, da França, após o término Brasileirão.

Por fim, Guto Ferreira comanda o Ceará há dez meses e é o atual campeão da Copa do Nordeste e já foi especulado durante a temporada em outros grandes clubes do Brasil, mas acabou permanecendo em Fortaleza. Por isso, deve começar a temporada 2021 no Vozão.

Fecham a lista dos treinadores há mais tempo no cargo entre os clubes da Série A do Brasileirão: Jair Ventura, no Sport, e Vagner Mancini, no Corinthians (ambos há cinco meses).

LEIA MAIS: