Apresentador vê Ceni como “superestimado”: “Vai ter que comer muito arroz e feijão de Muricy, Telê Santana, Tite…”

Apesar dos altos e baixos, o treinador esteve à frente do Flamengo na conquista do bicampeonato brasileiro

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Em entrevista ao programa “Sincerão“, Marcelo Tas avaliou o trabalho de Rogério Ceni como treinador. Sendo assim, o apresentador acredita que o comandante do Flamengo ainda é bastante superestimada na função. Portanto, ele citou nomes que o ex-goleiro precisa se inspirar para evoluir na função.

Rogério Ceni é superestimado. Principalmente como treinador. Atenção, são-paulinos: o Rogério foi um dos maiores goleiros da história do Brasil, mas, como personagem do esporte, creio que essa história de o superestimarem atrapalha muito a carreira dele”

“Desejo a ele toda a sorte do mundo. Mas ele, para ser um bom treinador, vai ter que comer muito arroz e feijão de Muricy, Telê Santana, Tite, uma série de gente que sabe muito mais que ele”, declarou no programa do “UOL Esporte”.

Com o respaldo da diretoria do Flamengo, Rogério Ceni, eleito o melhor treinador do Brasileirão no prêmio “Bola de Prata”, seguirá no comando da equipe na temporada 2021. Mesmo assim, a pressão sobre o treinador promete continuar grande. Portanto, em abril, o Rubro-Negro terá a primeira decisão do novo ciclo de competições pela frente. Isso porque o clube carioca vai medir forças contra o Palmeiras, em confronto válido pela Supercopa do Brasil.

LEIA MAIS

Ceni mira decisão contra o Palmeiras e justifica retorno antecipado ao Flamengo: “Quero ajustar algumas coisas com os garotos”