Investida? Vice-presidente do Grêmio abre o jogo e avalia interesse por Rafinha

Lateral-direito ainda está livre no mercado e vem sendo especulado no clube gaúcho

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Marcelo Cortes/Flamengo

Em entrevista à “Rádio Grenal“, Marcos Herrmann, vice-presidente do Grêmio, avaliou os rumores envolvendo Rafinha. Apesar de estar em conversas com o Flamengo, o lateral-direito vem sendo especulado no Tricolor. Porém, o dirigente deixou claro que o clube não fará “loucuras” no mercado, e citou que a tendência é apostar em Vanderson, jovem das categorias de base.

“Por que faríamos um investimento tão alto se nós temos um jogador com imensas possibilidades vindo da base? Nós temos que olhar os nossos recursos e investi-los onde é necessário. A gente acompanha tudo, estamos atentos ao mercado. O que importa é ter convicção naqueles nomes que estamos apontando. Não tem um jogador só que a gente quer, é mais de um, e da mesma posição”, declarou.

Além disso, Herrmann revelou qual o preço pedido pelo Tigres para negociar Rafael Carioca. Portanto, o montante em questão é inviável para que o Grêmio siga interessado no volante.

“5 milhões de dólares (R$ 28 milhões), em um jogador de 31 anos, nem clube europeu paga. Nós sabemos da nossa realidade e não queremos perdê-la, porque queremos competir esse ano, ano que vem e assim por diante. Sabemos o que queremos, nós sabemos o que podemos“, expressou.

LEIA MAIS