Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da bola: Corinthians fica perto de anunciar saída de atacante para clube da Série A

Jogador foi contratado em 2019 pelo Corinthians, mas não está nos planos do técnico Vagner Mancini para a nova temporada

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Divulgação/Corinthians

O Corinthians está perto de acertar a saída do atacante Everaldo. Fora dos planos de Vagner Mancini para a nova temporada, o jogador deve voltar para o Fluminense, onde se destacou em 2019 e chamou a atenção da equipe alvinegra.

Fluminense fala sobre interesse em Róger Guedes e campeão pelo Palmeiras

Everaldo também está na mira de outros quatros clubes da Série A do Brasileirão: Sport, Bahia, Ceará e Fortaleza. O Fluminense, porém, é o mais forte na briga pela contratação do jogador. Vale lembrar que os cariocas jogarão a Copa Libertadores de 2021.

Vagner Mancini não planeja utilizar o atacante nesta temporada. O elenco do Corinthians tem Gustavo Mosquito, Léo Natel e Rodrigo Varanda como opção para jogadores velozes de lado. Everaldo foi perdendo a chance durante os jogos da última temporada.

O Fluminense, agora comandado por Roger Machado, busca opções ofensivas no mercado. Róger Guedes foi considerado um sonho, mas já está descartado. A equipe das Laranjeiras também está de olho na situação de Willian, do Palmeiras.

Mercado da bola: 7 estrelas do Brasil que podem se transferir para o exterior

“A gente vem trabalhando bastante as posições com base nas características. Por exemplo, jogadores de beiradas que nós temos são jogadores hábeis e rápidos na condução de bola”, disse o técnico do Fluminense recentemente.

“Imagino que a gente precise de um jogador que tenha a velocidade como virtude para que em alguns momentos que você precisa empurrar a linha defensiva para trás e criar espaço num jogo que você está defendendo mais do que o necessário, muitas vezes por estratégia, outras pela imposição do jogo do adversário”, concluiu.