Doria não cogita voltar atrás na suspensão do Campeonato Paulista: “Os médicos tomam a decisão e nós obedecemos”

Campeonato Paulista tem chances de ser disputado em Minas Gerais no período de paralisação

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em coletiva nesta segunda-feira (15), João Doria voltou a falar sobre a paralisação do futebol em São Paulo. Dessa forma, o governador de São Paulo deixou claro que está seguindo todas as recomendações das autoridades sanitárias, descartando voltar atrás que suspendeu o Campeonato Paulista até 30 de março.

Portanto, ele também afirmou que não vai se envolver na decisão da FPF em destinar os jogos para outro estado. Diante disso, São Bento x Palmeiras, marcado inicialmente para Sorocaba, vai ocorrer e Belo Horizonte nesta quarta-feira (17).

“A decisão não é do governo de São Paulo e nem do governador. É do centro de contingência da Covid-19. Os médicos tomam a decisão e nós obedecemos. Não cabe aqui a análise do governo para as decisões do centro de contingência, ou analisar a decisão da Federação Paulista de Futebol é realizar os jogos em outro estado brasileiro”, declarou.

Agora, resta saber se a FPF vai conseguir convencer que os jogos até o fim do mês sejam disputados em São Paulo. Porém, o cenário em questão não é visto com bons olhos por , Paulo Menezes, coordenador do centro de contingência da Covid-19.

“O centro de contingência tem neste momento a posição clara, que é de não realização de eventos esportivos. Isso foi colocado mais uma vez nessa reunião e acredito que a FPF está compreendendo a gravidade do momento e deve seguir as recomendações do centro de contingência“, expressou.

LEIA MAIS