Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Vice-presidente do Pelicans, David Griffin defende Lonzo Ball e destaca: “Deixou bem claro que quer ficar aqui”

Em entrevista, David Griffin, vice-presidente do New Orleans Pelicans, também defendeu Lonzo Ball de críticas que o jogador costuma receber

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

Muito se especulou sobre Lonzo Ball na última free agency da National Basketball Association (NBA). Apesar de diversos comentários, ele seguiu no New Orleans Pelicans. Sobre a situação, David Griffin, vice-presidente da franquia, revelou uma atitude do atleta que chamou atenção.

Em entrevista coletiva, Griffin revelou que o jogador foi enfático nos pedidos para ficar na equipe. “O que nós vimos Lonzo Ball Ball fazer é ser tão trabalhador quanto nós. Melhorar seu arremesso ao máximo, ser diligente na academia. Ele ama seus companheiros. Ele deixou isso bem claro, pessoalmente e cara a cara, que ele quer permanecer aqui”, comentou.

Defesas

O dirigente também falou que a imprensa e os fãs de basquete, no geral, pegam muito no pé do jogador. “E mesmo assim, você vai ler que este é um jogador que não quer estar aqui. Ele claramente não está nos (seus) planos, então você deveria trocá-lo por um sanduíche de presunto. Isso não faz nenhum sentido quando você sabe a verdadeira e real história por trás de Lonzo Ball”, sinalizou.

Outra crítica feita por Griffin fica na dualidade que o atleta traz. “Lonzo Ball é um dos jogadores mais criticados da NBA que eu já vi. Ele tem a narrativa mais polarizante ao seu redor que eu já lidei na vida. Ou ele é o maior jogador da NBA ou ele é o pior de todos os tempos. Aparentemente, não há um meio-termo”, finalizou.

LEIA MAIS
Chamado de “bonitão” por companheiro, experiente quarterback da NFL afirma: “Ainda tenho gasolina no tanque e posso fazer muito mais”
Torcedor que usou laser para atrapalhar Tom Brady na NFL é condenado a pagar multa e jamais entrará em estádio novamente
Nike cancela lançamento de tênis que tinha bandeira dos EUA ligada à segregação racial após protesto de ex-jogador da NFL