Sem máscara, Muricy Ramalho discute com fiscal em praia; assista

Dirigente do São Paulo aparece em vídeo discordando de autoridades

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em vídeo que circula nas redes sociais, Muricy Ramalho aparece bastante irritado em praia localizada em Bertioga, no litoral paulista. Dessa forma, após ser abordado por fiscais, o coordenador de futebol do São Paulo afirmou que não tinha conhecimento de que o decreto que não permitia o acesso nos locais estaria válido para o dia em questão, domingo (14), e sim para a data seguinte. A medida foi tomada para evitar o avanço da pandemia.

“Se tivesse anunciado aqui (aponta para o celular) eu não vinha na praia. Não podem fazer o que querem com o povo. Amanhã pode, amanhã não pode… Estou há quase um ano aqui.. Nem meu filho vem aqui. Você fala que eu tenho que me cuidar? Eu me cuido pra caramba“, afirmou em um trecho da discussão.

Veja abaixo o momento que ocorreu na praia de Riviera.

Ao “GE“, Muricy Ramalho deu sua versão do ocorrido. Diante disso, o dirigente do Tricolor deixou claro que não agiu de má fé em um momento tão delicado.

“Baixaram um decreto para segunda-feira não poder entrar na praia. Acontece que no domingo todo mundo acordou e a praia estava cheia. Fomos todos andar, como sempre fazemos. Chega um momento os caras falam que a praia estava fechada. Como estava fechada, se era segunda-feira? E aí tive que sair da praia. Claro, falei que não concordava e saí“, afirmou.

LEIA MAIS

“Um time desse tamanho não pode estar nessa situação”, diz Muricy sobre momento do São Paulo