Quando começa o Brasileirão 2021

Próxima edição do Brasileirão promete ser uma das mais disputadas da história dos pontos corridos

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

Com os estaduais ainda rolando, o Brasileirão 2021 já começa a aparecer no horizonte dos 20 clubes que vão participar do campeonato nacional. Dessa forma, a CBF projeta que a competição vai durar cerca de seis meses, tendo início previsto para o dia 29 de maio (sábado). Caso nenhuma alteração seja feita, a expectativa é que a última rodada aconteça em 5 de dezembro.

Na primeira rodada, a principal atração ficará por conta da reedição da decisão da Supercopa do Brasil. Isso porque Flamengo e Palmeiras vão medir forças com o Rubro-Negro de mandante. Atual campeão, o time de Rogério Ceni é um dos favoritos para a competição, mas, além do Verdão, possui outros concorrentes de peso para a disputa pelo troféu.

Veja abaixo os jogos da primeira rodada.

  • Flamengo x Palmeiras
  • Corinthians x Atlético-GO
  • São Paulo x Fluminense
  • Atlético-MG x Fortaleza
  • Internacional x Sport
  • Ceará x Grêmio
  • Bahia x Santos
  • Athletico Paranaense x América-MG
  • Chapecoense x Red Bull Bragantino
  • Cuiabá x Juventude

ARTILHARIA

Além da luta para levantar a taça, o Brasileirão 2021 pode ser histórico por outros motivos. Ainda em atividade pelo Fluminense, Fred, do Fluminense, deve se tornar o segundo maior artilheiro da história do campeonato, ultrapassando Edmundo e Romário. Diego Souza, que vai disputar a competição pelo Grêmio, também tem chances de subir no ranking.

PREMIAÇÃO

Caso a CBF mantenha o valor da premiação do primeiro colocado, o vencedor do Brasileirão 2021, que deve ser novamente disputado com portões fechados, vai embolsar R$ 34.916 milhões. O valor foi publicado no balanço do Flamengo, e o montante, mais uma vez, será importante para equilibrar finanças ainda com o coronavírus afetando diretamente os clubes.

LEIA MAIS