Conmebol se incomoda com equatorianos, e direção do Grêmio detalha como o duelo contra o Del Valle foi adiado

Direção do Grêmio acionou a Conmebol depois de ser impedido de deixar o hotel para treinar

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Por volta das 18h30 no horário de Brasília, o Grêmio tentou deixar o hotel em Quito, no Equador, para treinar visando a partida de quarta contra o Independiente Del Valle, pela ida da terceira fase da Libertadores. Mas a delegação não foi liberada para sair a partir de determinação das autoridades locais, que alegavam estarem cumprindo os protocolos sanitários.

Mais cedo, o tricolor havia confirmado oficialmente que Paulo Victor e Vanderson, que estão no Equador, testaram positivo para o coronavírus. Sem poder sair do hotel, o Grêmio ligou para a Conmebol alegando falta de “isonomia” na competição, uma vez que o Del Valle poderia treinar. E a entidade, segundo o UOL, ficou irritada com as autoridades equatorianas.

Conforme reportagem do UOL, “a Conmebol cobrou autoridades do Equador com relação ao protocolo assinado por 10 países em 2020. O documento deixa claro que, em cenário com casos positivos para covid-19 já em território estrangeiro, os jogos acontecem a partir do isolamento dos pacientes”.

Do contato com a Conmebol, o Grêmio recebeu a informação de que nem a entidade conseguiria garantir que o jogo ocorreria na quarta-feira. Assim, a entidade adiou oficialmente a partida para sexta-feira, 19h15, no Defensores Del Chaco, no Paraguai.

“Hoje à tarde fomos impedidos pelas autoridades locais de realizar o treino conforme os protocolos da Conmebol. A partir do momento que as autoridades impediram, acionamos a Conmebol para tomar as providências. Há uma quebra de isonomia. Arguimos que se fomos proibidos de treinar, não poderíamos ser obrigados a jogar. A Conmebol teve bom senso de determinar a transferência”, declarou o CEO do Grêmio, Carlos Amodeo, ao Globoesporte.

Confira a nota do Grêmio:

“O Grêmio informa que a Conmebol reagendou a partida desta quarta-feira, contra o Independientre del Valle, para a próxima sexta-feira, 09 de abril, em Assunção, no Paraguai, às 19h15 de Brasília (18h15 local). A delegação viaja de Quito para Assunção, em horário e data ainda a serem divulgados”.

Veja o post da Conmebol:

Entenda a linha do tempo que levou a adiar Del Valle x Grêmio

– O Grêmio confirmou casos de Covid-19 de Paulo Victor e Vanderson nesta terça-feira, e foi impedido de deixar o hotel para treinar por conta do protocolo sanitário das autoridades equatorianas

– A partir disso, o Grêmio entrou em contato com a Conmebol, que não obteve a garantia de que o jogo seria realizado

– A Conmebol decidiu adiar o jogo para sexta-feira, 19h15, no Defensores Del Chaco, no Paraguai

– O Grêmio já viaja ao Paraguai amanhã; Vanderson e Paulo Victor retornam a Porto Alegre quinta-feira em voo particular

– A partida entre Caxias x Grêmio pelo Gauchão, que seria sábado, no Centenário, já foi adiada e não tem nova data marcada

– O jogo da volta entre Grêmio x Del Valle, até segunda ordem, segue marcado para quarta que vem, dia 14, na Arena

LEIA MAIS:

“Sou gremista raiz, de chorar, sorrir e brigar desde o Olímpico”, escreveu Léo Chú após viver sonho no Gre-Nal

Douglas Costa solta a corneta no Inter após o Gre-Nal, e Rafael Carioca anima gremistas ao falar do amigo: “Perto de fechar”

Maicon se irrita e ironiza suposta informação sobre os três salários mais altos do Grêmio: “Quanta besteira falam”

Siga o autor:

No Instagram

No YouTube