Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Felipão cita nomes e revela que foi vítima de “trairagem” no Chelsea: “Chutei o balde e perdi o grupo”

Treinador teve problemas com o elenco e acabou não tendo sucesso no clube inglês

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em entrevista ao programa “Resenha ESPN”, Felipão recordou sua curta passagem pelo Chelsea. Contratado após um ótimo trabalho com a seleção de Portugal, além do pentacampeonato com o Brasil, o técnico acabou perdendo o vestiário depois de “explodir” durante conversa com o grupo. Sendo assim, o problema teve início por conta da escalação de Drogba e Anelka no time.

“O Drogba vinha jogando com o joelho infiltrado, eu não queria. Aí eu coloquei o Anelka, grande jogador. Ele foi lá, fez gols, é goleador, mas eu tinha que montar uma situação, porque o Drogba também é ótimo jogador. Nosso time tinha classificado na Liga dos Campeões, na Copa da Inglaterra ou na Copa da Liga, a gente estava em primeiro ou segundo lugar na Premier League. Começa a ter problema, e aí eu e o Murtosa vemos algumas coisas e pensamos: ‘que trairagem’.”, declarou.

Diante da situação, Felipão resolveu reunir o grupo e chutou o balde. A partir deste momento, parte do plantel do Chelsea passou a “boicotar” o brasileiro, e sua demissão não demorou a ser confirmada pela diretoria, com o técnico sendo desligado sete meses depois de ser contratado.

“Aí eu faço uma palestra e chuto o balde. Isso foi uma das coisas que, mais tarde, me fez sair do Chelsea. Eu tinha um grupo na mão e depois, por alguma razão, perdi esse grupo e não fiquei”, completou.

LEIA MAIS

Felipão lamenta não ter treinado Messi e revela clube em que gostaria de encerrar sua carreira

Sylvinho, Felipão, Luxa e mais: relembre os técnicos brasileiros que não se deram bem na Europa