Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Fellipe Bastos divide opiniões no Botafogo e contratação pode ter influência de empresário

Fellipe Bastos está livre no mercado após deixar o Vasco em dezembro de 2020

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação/ Vasco

Um possível reforço para o Botafogo é Fellipe Bastos, que está sem clube desde que rescindiu como Vasco em dezembro de 2020. O volante, pode ser o comandante do meio campo que o alvinegro estava procurando, mas a possível chegada do jogador divide opiniões.

O Torcedores.com apurou que Fellipe Bastos não é unanimidade nem mesmo dentro da diretoria. O fraco desempenho recentemente, somando com a idade, fazem o clube ter dúvidas sobre o jogador de 31 anos.

A idade é problema no elenco alvinegro. Atualmente, o técnico Marcelo Chamusca já conta com sete jogadores acima dos 30 anos: Gatito Fernández (33), Diego Cavalieri (38), Douglas Borges (31), Joel Carli (34), Gilvan (31), Guilherme Santos (33) e Ricardinho (35).

Por outro lado, a experiência de Fellipe Bastos agrada a comissão técnica, que busca um jogador que possa dar mais qualidade ao time. Afinal, o Botafogo teve suas deficiências expostas ao ser eliminado pelo ABC da Copa do Brasil.

Procurado pela reportagem do Torcedores.com, um dirigente também classificou a negociação como “difícil” e garantiu que o clube não tem conversas abertas com jogador. No entanto, revelou que Fellipe Bastos foi oferecido pelo empresário Carlos Leite.

Apesar da negativa, o dirigente revelou que a contratação do atleta pode ter a influência do agente. Carlos Leite tem boa relação com o Botafogo e será fundamental para convencer o atleta a se enquadrar na realidade financeira estipulado para esta temporada.

Após contratar Douglas Borges, Jonathan, Rafael Carioca, Gilvan, Joel Carli, Felipe Ferreira, Marco Antônio, Matheus Frizzo, Pedro Castro, Ricardinho, Marcinho e Ronald, o Botafogo segue no mercado atrás de reforços. Contudo, prioriza a chegada de um centroavante.

A carreira de Fellipe Bastos

Nascido no Rio de Janeiro, Fellipe Ramos Ignez Bastos é cria das divisões de base do Botafogo em 2007. Ele, inclusive, integrante da geração que revelou o goleiro Milton Raphael, o zagueiro Rafael Donato e o meia Lucas Zen.

Porém, o volante deixou o clube após seus empresários entrarem em rota de colisão com o então presidente Bebeto de Freitas. Na época, o dirigente alvinegro se recusou a valorizar financeiramente o atleta, que saiu de graça para o PSV Eindhoven.

Posteriormente, o jogador atuou por Benfica, Belenenses, Servette, Al Ain, Al Baniyas, Ponte Preta, Grêmio e Sport. Contudo, viveu o auge da carreira atuando pelo Vasco. Ele, inclusive, teve três passagens por São Januário onde venceu a Copa do Brasil de 2011.

Em 2020, só para exemplificar, disputou 19 partidas e marcou quatro gols com a camisa. A última vez que entrou em campo foi no empate do Vasco, 1 a 1, com o Goiás, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As melhores notícias de esportes, direto para você

    

 

LEIA MAIS: 

Gatito Fernández no Sport? Botafogo descarta saída e projeta renovação de contrato 

Fim da novela: Matheus Babi acerta com o Athletico Paranaense e deixa o Botafogo 

Especulado no Botafogo, Wellington Paulista renova contrato com o Fortaleza até 2022