Podolski demonstra revolta por leve condenação de Metzelder: “Nojento”

Podolski ficou irritado com a decisão do juizado alemão por ter concedido uma pena branda para Metzelder, réu confesso na acusação de pornografia infantil

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: FIFA.com

O atacante Lukas Podolski demonstrou revolta com a decisão da corte alemã de prender Christoph Metzelder, réu confesso de pornografia infatil, por apenas dez meses.

Em seu perfil oficial no Twitter, um dos principais jogadores da seleção alemã na conquista da Copa do Mundo da FIFA publicou fotos dos envolvidos no julgamento e descreveu seu sentimento: “Isso é nojento. Estou com vergonha de todos vocês”.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Metzelder foi investigado por posse e distribuição de pornografia infantil. Apesar disso, o tribunal de Dusseldorf deu a condenação com sursis, sem a necessidade do cumprimento da pena sob condição de não haver reincidência criminal.

Investigações apontaram que o ex-jogador de 40 anos enviou 18 arquivos com imagens de exploração sexual. Além disso, no telefone de Metzelder haviam exatamente 297 imagens deste tipo de conteúdo, de acordo com a polícia.

Metzelder foi vice-campeão mundial pela Alemanha em 2002, perdendo a Copa do Mundo na final justamente pelo Brasil. Em 2008, foi vice-campeão da Eurocopa. Além disso, recebeu medalha de Ordem do Mérito pelo governo alemão, mas afirmou que pretende devolver a medalha.

Podolski também foi entrevistado pelo jornal Bild, onde fez comentários igualmente duros: “Quem atentar contra as crianças deveria ser punido com todo o peso da lei. Sendo assim, mais crianças serão colocadas em perigo, assim como seus pais e familiares. A punição não faz justiça ao dano.”

LEIA MAIS