Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

A vez de Gabriel Batista? Goleiro pode fazer terceira partida no Flamengo com Rogério Ceni

Gabriel Batista tem contrato com o rubro-negro até dezembro de 2022

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal/ Flamengo

Antes de mais nada, o goleiro Gabriel Batista deverá ganhar a terceira chance como titular do Flamengo sob o comando do técnico Rogério Ceni. A princípio, o camisa 22 poderá iniciar o clássico contra o Fluminense, neste sábado, no Maracanã.

A lesão de Diego Alves e a má fase de Hugo Souza, abre espaço para o garoto mostrar que pode ser um jogador confiável no elenco rubro-negro. Ele foi promovido ao profissional em 2019. Porém, vive sob a desconfiança do torcedor.

Gabriel Batista foi bastante criticado no último ano. Dessa forma, ele passou a ser a quarta opção para o gol. No entanto, o goleiro mostrando um bom futebol com a nova temporada. A boa fase debaixo das traves vem sendo traduzida em números.

Com Ceni, Gabriel Batista atuou em duas partidas. Desde que assumiu a meta rubro-negra, o atleta sofreu três gols. Entretanto, fez defesas importantes contra o Volta Redonda e Unión La Calera no Campeonato Carioca e Copa Libertadores da América, respectivamente.

De acordo com o site “SofaScore”, especialista em estatísticas esportivas, o arqueiro acumulou 11 defesas, três saídas bem-sucedidas, 52 passes certos, um desarme, um duelo no chão e armou cinco contra-ataques com bolas longas.

A expectativa agora é que, com um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, Gabriel Barbosa possa evoluir e ganhar mais minutos com a camisa rubro-negra enquanto Diego Alves estiver entregue ao departamento médico.

Os números de Gabriel Batista no Flamengo

Gabriel Batista chegou no Flamengo em 2014. Ele, inclusive, atuou ao lado de Klebinho, Léo Duarte, Hugo Moura, Pepê, Matheus Sávio, Lucas Paquetá, Felipe Vizeu e Vinícius Júnior na base rubro-negra.

No ano seguinte, foi convocado pelo técnico Carlos Amadeu para defender a seleção brasileira na Copa do Mundo sub-17. Porém, não foi utilizado pelo treinador nas cinco partidas que o time fez no torneio.

Em 2018, o goleiro foi promovido ao profissional pelo técnico Paulo César Carpegiani. De lá para cá, ele disputou 17 partidas pelo Flamengo. Nesse ínterim, integrou o elenco que venceu o a Recopa Sul-Americana (2020), a Copa Libertadores da América (2019), a Supercopa do Brasil (2019 e 2020), o Campeonato Brasileiro (2019 e 2020) e o Campeonato Carioca (2017, 2019 e 2020).

LEIA MAIS: 

Além de falhas, Hugo Souza perdeu posição no Flamengo por estar abaixo tecnicamente 

Em baixa, Hugo Souza sofre questionamento interno após início promissor no Flamengo 

Tchau Flamengo? Entenda por que Gerson ainda não renovou com o clube 

‘Resenha do Neca’: Indisciplina de Hugo Souza irrita dirigentes do Flamengo