Campeão da Libertadores de 2014 precisa superar parte burocrática para ser reforço do Juventude; entenda

Nicolás Brandi foi emprestado pelo Colo-Colo ao Juventude até dezembro de 2021

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ San Lorenzo

O atacante Nicolás Blandi depende apenas de detalhes burocráticos para ser jogador do Juventude. O Torcedores.com apurou que os gaúchos e o Colo-Colo chegaram a um acordo e assinaram o documento que finaliza a saída do atleta do clube chileno.

Segundo informações obtidas pela reportagem, o visto de trabalho do argentino até foi liberado nesta terça-feira. A princípio, o atacante é aguardado nos próximos dias em Caxias do Sul. Mas a chegada poderá ser adiada pela demora de um outro documento devido à burocracia chilena.

Apesar de ter conseguido o visto de trabalho, o campeão da Copa Libertadores da América de 2014 pelo San Lorenzo ainda não pode entrar no Brasil e começar a residir sem o documento de Antecedentes Criminais.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Por conta da pandemia do coronavírus, todas as certidões no Chile estão sendo enviadas por correios. Afinal, os órgãos competentes estão trabalhando em tempo reduzido, o que aumenta ainda mais a espera para a chegada do atleta de 31 anos.

O Juventude fez tudo que lhe cabia na questão envolvendo a parte burocrática. A diretoria agiu nos bastidores para ajudar o argentino a conseguir o visto de trabalho. Porém, os Antecedentes Criminais dependem somente do Governo Chileno, país que reside desde 2020.

Por outro lado, o representante do jogador no Brasil, Luizinho Nunes, da empresa LS Sports, vem mantendo sucessivos contatos com a Embaixada do Brasil em Santiago para tentar viabilizar a emissão do documento.

Nicolás Blandi já deu entrada na questão envolvendo o documento de Antecedentes Criminais, mas é algo que não depende dele. O que resta é aguardar pela liberação por parte da Justiça do Chile. Enquanto isso, o Juventude prepara a apresentação do atacante.

Artilheiro chega para assumir a camisa 9

A contratação de Nicolás Blandi foi uma indicação do técnico Marquinhos Santos, que desejava reforçar o time com um centroavante experiente. O jogador chega com status de titular para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Revelado pelo Boca Juniors, Nicolás Blandi de 31 anos atuou por Boca Juniors, Argentinos Juniors e San Lorenzo, ambos da Argentina. Além disso, ele teve breve passagem pelo Evian onde não deixou saudades no clube francês.

Em junho de 2019, foi contratado pelo Colo-Colo. Ao todo, disputou 21 partidas e marcou apenas dois gols. Além disso, acumulou críticas pelas atuações abaixo do esperado e pela ausência de faro de gol. Por isso, é considerado um jogado ‘negociável’ pelo clube chileno.

Ao longo da carreira, Nicolás Blandi venceu a Copa Libertadores da América (2014), a Supercopa da Argentina (2015), o Campeonato Argentino (2012), a Copa da Argentina (2012) e a Taça do Chile (2019).

LEIA MAIS:

Polêmicas, baladas e namoro com ex-panicat: conheça Victor Ramos novo reforço do Juventude 

Nicolás Blandi no Juventude? O que sabemos sobre o interesse do clube no atacante do Colo-Colo 

Atacante argentino é oferecido ao Botafogo; clube busca investidor para viabilizar contratação