Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Copa do Brasil: Remo e Atlético-MG têm histórico de jogadores que vestiram as duas camisas; confira!

Relembre 11 jogadores que atuaram por Remo e Atlético-MG ao longo dos anos

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação/ CBF

Antes de mais nada a história de Remo e Atlético-MG é marcada, claro, por grandes confrontos em competições nacionais. Na próxima quarta-feira, só para exemplificar, as equipes voltam a se enfrentar no Baenão, em Belém, pela Copa do Brasil. Há 26 anos os clubes não se cruzavam no torneio.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Em 1997, o Remo foi eliminado pelo Atlético-MG na primeira fase. No jogo de ida, os times empataram em 3 a 3 no Mangueirão, enquanto no segundo confronto o Galo bateu o Leão por 3 a 2 no Mineirão.

Porém, o primeiro duelo pela terceira fase da Copa do Brasil merece uma análise entre os atletas que vestiram as duas camisas. Em levantamento feito pelo Torcedores.com, foi possível escalar um time com treinador e atletas que jogaram por Remo e Atlético-MG. Confira a lista!

Danrlei

Remo (2007) | Atlético-MG (2004 a 2005)

O maior goleiro da história do Grêmio, sendo fundamental, inclusive, na conquista da Copa Libertadores da América de 1995. Nove anos depois, foi defender o Atlético-MG onde não deixou saudades. Posteriormente, foi camisa 1 do Remo onde conquistou o Campeonato Paraense de 2007.

Nelinho

Remo (1972) | Atlético-MG (1982 a 1987)

É considerado um dos maiores laterais da história do futebol brasileiro. Foi destaque do Cruzeiro na conquista da Copa Libertadores da América de 1976. Apesar de não ter conquistado títulos pelo Remo, ele habita os corações azulinos. Posteriormente, venceu quatro vezes o Campeonato Mineiro pelo Galo: 1982, 1983, 1985 e 1986.

Marcelo Fernandes

Remo (1994 a 1995) | Atlético-MG (1998)

Cria do Santos, o zagueiro surgiu para o futebol na geração que revelou o volante Axel, o meia Almir e o atacante Ranielli. Foi emprestado ao Remo para adquirir experiência. Nesse ínterim, foi Bicampeão Paraense em 1994 e 1995. Três anos depois, foi defender o Atlético-MG onde foi reserva da dupla Carlos Galván e Cláudio Caçapa.

André Silva

Remo (2003) | Atlético-MG (2000)

Campeão Brasileiro pelo Botafogo em 1995, Grêmio em 1996 e Vasco em 2000, André Silva era um jogador polivalente. Além de atuar como lateral-esquerdo, sua posição de origem, ele também jogava como zagueiro e volante. Em 2000, trocou o Atlético-MG pelo Vasco após o fim do Campeonato Estadual. Em 2003, venceu pelo Leão o Campeonato Paraense.

Alex Oliveira

Remo (2006) | Atlético-MG (1997)

Após surgir no Bragantino, Alex Oliveira foi contratado pelo Atlético-MG a pedido do técnico Emerson Leão. Nesse ínterim, integrou o elenco alvinegro na conquista da Copa Conmebol. Em 2000, venceu a Copa Mercosul e o Campeonato Brasileiro pelo Vasco. Posteriormente, foi contratado para ser o camisa 10 do Remo na Série B do Brasileirão de 2006.

Serginho

Remo (2005) | Atlético-MG (2007)

Cria da base do Botafogo, ele foi revelado pelo técnico Valdir Espinosa em 1999. O volante se destacava em campo pela técnica, desarme, forte marcação e bom passe. Em 2005, foi símbolo da conquista mais importante da história do Remo: a Série C do Campeonato Brasileiro. Dois anos depois, se transferiu onde venceu pelo Galo o Campeonato Mineiro.

Renan Oliveira

Remo (2021) | Atlético-MG (2008 a 2014)

Surgiu com o rótulo de futuro camisa 10 da seleção brasileira. No entanto, o meia não correspondeu às expectativas e não vingou. Pelo Atlético-MG, venceu o Campeonato Estadual de 2010. Foi contratado pelo Remo no começo desta temporada, mas teve o contrato rescindido após perder um pênalti contra a Tuna Luso que eliminou o Leão do Parazão.

Ramon

Remo (2013) | Atlético-MG (2003 a 2006)

Após surgir destaque no Atlético-MG, Ramon passou por Corinthians, Flamengo, Bahia, entre outros clubes. Na Rússia, só para exemplificar, foi considerado o ‘novo’ Vagner Love quando foi contratado pelo CSKA. No entanto, não vingou no Leste Europeu. Pelo Galo, venceu a Série B do Campeonato Brasileiro. Em 2013, foi dispensado pelo Leão onde fez dois jogos oficiais.

Luís Mário

Remo (1995 a 1996) | Atlético-MG (2005)

Antes de mais nada, é considerado uma das maiores revelações da história do Remo. Foi Bicampeão Paraense em 1995 e 1996. Posteriormente, brilhou no Corinthians onde conquistou o Mundial de Clubes de 2000 e o Campeonato Brasileiro de 1999. Após deixar o Timão, teve passagem apagada Atlético-MG em 2005.

Guga

Remo (1999) | Atlético-MG (1987 a 1988)

Fez sucesso vestindo a camisa 9 do Santos nos anos 90. No entanto, suas principais conquistas na carreira foram a Copa do Brasil com o Flamengo em 1990 e o Campeonato Brasileiro com o Botafogo em 1995. Ao lado dos ídolos João Leite, Luisinho e Éder Aleixo, levantou a taça do Campeonato Mineiro de 1988. Onze anos depois, venceu o Campeonato Paraense pelo Leão.

Júlio César Imperador

Remo (1999 a 2000) | Atlético-MG (1995 a 1996)

Foi um dos símbolos do Flamengo na conquista do Campeonato Brasileiro de 1992. Encantou a torcida rubro-negra pela velocidade, habilidada e cruzamentos precisos que consagrou o centroavante Gaúcho. Pelo Galo, conquistou o Campeonato Mineiro de 1996. Três anos mais tarde. Defendeu o Remo por duas temporadas. Nesse ínterim, venceu o Parazão em 1999.

Técnicos:

Cuca

Foi contratado pelo Remo para a disputa do Campeonato Brasileiro de 1994. Nesse ínterim, o camisa 8 marcou dois gols em 14 jogos pelo Leão. Após o rebaixamento do clube para a Série B, ele pediu rescisão contratual alegando que não correspondeu às expectativas durante sua passagem pelo Baenão. Em 2001, Cuca retornou para comandar o Remo no Parazão. Atualmente, é técnico do Atlético-MG onde venceu a Copa Libertadores da América de 2013.

Paulo Bonamigo

Considerado um dos maiores ídolos da história do Grêmio, Bonamigo foi campeão do Mundial de Clubes e da Copa Libertadores da América de 1983. Dois anos antes, levantou a taça do Campeonato Brasileiro pelo Tricolor. O ex-meia nunca atuou por Remo e Atlético-MG. No entanto, ‘Bona’, como é conhecido entre os boleiros, teve breve passagem como técnico do Galo em 2004. Atualmente, é o comandante do Leão. Ele, aliás, está na sua segunda passagem pelo Baenão.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

LEIA MAIS: 

Elenco inchado, salários atrasados e cinco técnicos: relembre a última participação do Remo na Série B do Brasileiro 

Coronavírus: Trio do Remo descumpre isolamento, participa de festa e pelada em Belém e irrita diretoria 

Joia rara: atacante de 16 anos assina primeiro contrato profissional com o Atlético-MG