Joia rara: atacante de 16 anos assina primeiro contrato profissional com o Atlético-MG

Miguel Ortiz assinou contrato com o clube mineiro até dezembro de 2024

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Atlético-MG

O Atlético-MG está investindo cada vez mais nas categorias de base. A diretoria alvinegra oficializou neste sábado o primeiro contrato profissional do atacante Miguel Ortiz, de 16 anos, com o clube.

O Torcedores.com apurou que o vínculo é valido por três temporadas, ou seja, até dezembro de 2024. Afinal, o atleta é visto internamente como um jogador promissor e com potencial de venda futura, podendo render um bom dinheiro aos cofres atleticanos.

Miguel Ortiz chegou no clube, com apenas 13 anos, e nesta temporada foi promovido para integrar a equipe sub-17 comandada pelo técnico Lucas Batista. Ele, inclusive, foi descoberto após fazer um teste no clube em 2018.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

A contrato de Miguel Ortiz, intermediado pela empresa Gestballsport, seguiu os moldes de outras promessas do Atlético-MG. O Galo tem se baseado na Lei Pelé e em um aval da CBF para fazer acordos por períodos maiores com atletas entre 16 e 18 anos.

“Estou no clube há 4 anos e me sinto muito bem aqui. Sou muito grato ao Atlético pela recepção que tive, desde que fiz o teste, em 2018. O momento é de agradecer todos aqueles que foram importantes na minha caminhada. Sei que a responsabilidade aumenta e preciso seguir dando o meu melhor. Estou muito feliz, realizei meu sonho e assinei o meu primeiro contrato profissional. Quero agradecer ao Atlético por confiar no meu trabalho. Espero devolver, em campo, todo carinho e atenção que venho recebendo”, disse o jovem jogador.

As características

Antes de mais nada, Miguel Ortiz é considerado um jogador polivalente pelos dirigentes das categorias de base do Atlético-MG. O jovem ponta-esquerda tem qualidade para atuar centralizado ou até mesmo como falso camisa 9.

A revelação atleticana é chamada carinhosamente pelos companheiros de ‘Cazares’. O apelido é uma alusão ao equatoriano Juan Cazares. Afinal, Miguel Ortiz se destaca pela semelhança física com o jogador do Fluminense.

Desde que chegou no Atlético-MG, Miguel Ortiz conquistou o Campeonato Mineiro sub-14, em 2019. Nesse ínterim, entrou no radar da comissão técnica da seleção brasileira sub-17. O técnico Paulo Victor Gomes tem monitorado algumas promessas do futebol brasileiro visando futuras competições.

LEIA MAIS: 

Atlético-MG inicia conversas para manter Diego Tardelli e oferece contrato de produtividade

Porto espera fim de contrato e mira zagueiro do Corinthians desejado pelo Atlético-MG 

Atlético-MG contrata observador técnico que levou Rodrigo Muniz para o Flamengo