Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Corinthians deve mais de R$2 milhões a Penapolense e Justiça nega pedido de efeito suspensivo

Clube tem um processo em andamento referente compra do meia-atacante Marlone

Flavio Souza
Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral e participo do site Torcedores.com desde dezembro de 2018, onde exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Procuro trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Reprodução / Instagram oficial Marlone

Nos últimos tempos o Corinthians vem tendo diversos problemas nos tribunais, por conta de pendências e dívidas judiciais com jogadores e alguns clubes. Internamente, a diretoria vem trabalhando para sanar esses problemas, mas o grande obstáculo é a péssima situação financeira que a equipe vive. Por conta disso, o Timão vem tentando renegociações e suspensão de algumas destas cobranças.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

O caso mais recente envolve Marlone. O Departamento Jurídico do clube entrou com um pedido de suspensão do processo de R 2,1 milhões, referente à compra do atleta. Esta ação está em andamento pela Penapolense desde 2017. O Corinthians reconhece a dívida, mas alega que “terceiros não devem ser credores”. Por isso, na visão do clube, a equipe do interior paulista deve repassar o valor pendente para pessoas / empresas que atuaram na contratação do jogador na época. Só que a Desembargadora Ana de Lourdes Coutinho Silva da Fonseca negou o efeito suspensivo.

A dificuldade financeira do clube (Corinthians) não justifica, por si só, a frustração do adimplemento do crédito, em execução desde 2017. É certo que tal penhora não excederá o valor executado, evidentemente muito inferior ao total desses créditos (cotas de TV e patrocinadores)”, escreveu a desembargadora.

Dívida do Corinthians com a Penapolense

Alvo antigo do Corinthians, Marlone foi contratado no final de 2015. Na negociação ficou acordado que a equipe pagaria R$ 4 milhões por sua contratação. O valor seria pago em duas parcelas de R$ 500 mil e 20 parcelas mensais de R$ 150 mil. Só que a Penapolense alega não ter recebido as últimas 11 prestações.  Visando resolver essa situação, foi feito um acordo de quitação entre os clubes, mas ele não foi cumprido pelo Timão.

LEIA MAIS:

Após outra grande atuação, Luan celebra: “É meu melhor momento no Corinthians”

Arango no Corinthians? Presidente do Millionarios desmente qualquer negociação

Jovens da base mostram que 3-5-2 pode tornar o Corinthians competitivo novamente

As melhores notícias de esportes, direto para você