Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Dana White admite chance de que Jon Jones possa não mais lutar no UFC

Em briga com ‘Bones’, chefão do UFC voltou a não se comprometer com luta do americano nos pesados

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Instagram Oficial Jon Jones

Jon Jones continua rendendo muito assunto no UFC. Mas Dana White ainda não se mostra comovido com a pressão do ex-campeão dos meio-pesados em sua missão de conseguir receber um bom salário para subir aos pesos-pesados e enfrentar Francis Ngannou.

O chefão do UFC, na entrevista após o evento deste final de semana em Houston (EUA), respondeu sobre a situação de ‘Bones’. Ao comentar a negativa deste em, ao invés de enfrentar Ngannou pelo cinturão peso-pesado, enfrentar o ex-campeão Stipe Miocic, White foi enfático ao afirmar que não irá mover um centímetro de sua visão sobre a ‘pendenga’ com o astro.

“Vamos continuar casando lutas, é isso que a gente faz todo final de semana. E há lutas disponíveis para o Jon, elas estão aí e, se ele quiser lutar, ele vai lutar. Se ele não quer, ele não precisa mais disso. Não vamos forçar Jon a lutar”, afirmou o presidente da organização.

A principal barreira para que Jon Jones finalmente suba ao peso-pesado é financeira. Jones afirmou que nem cogita lutar se for por um valor abaixo dos US$ 30 milhões. Recentemente, Dana White afirmou que ‘Bones’ teria pedido US$ 30 milhões para lutar contra o camaronês, valor este que foi negado pelo lutador nas redes sociais. E o chefão já sinaliza que há a chance de um dos maiores astros do Ultimate nunca mais lutar pela organização

“Jon um legado incrível, para mim ele é o maior de todos os tempos. E tem caras que estão chegando perto deste nível, como Kamaru Usman e muitos outros. E agora é com ele. Se Jon Jones quer lutar, ele pode lutar. Ele pode lutar este ano ou talvez não volte a lutar. Isso é com ele”, afirmou.

LEIA MAIS

Charles do Bronx responde provocação de McGregor: “Se preocupa com o Dustin”