Estrela vermelha? Dirigente do Inter explica ação promocional e se incomoda com críticas “doentias” sobre política

Dannie Dubin, vice-presidente eleito do Inter, se posicionou sobre a mais nova polêmica colorada na web

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/Inter

Uma ação promocional desenvolvida pela Adidas em alusão aos 15 anos do título do Mundial, envolvendo camisa e outros itens, gerou polêmica com o Inter nas redes sociais por conta do desenho de uma “estrela vermelha”, que, supostamente, poderia fazer alusão ao Partido dos Trabalhadores (PT).

O Deputado Federal pelo PSL-RS, Bibo Nunes, na terça-feira, esbravejou em suas redes sociais citando o histórico do presidente Alessandro Barcellos como “petista”, mas todas as afirmações e reclamações foram rebatidas nesta quarta pelo vice eleito colorado, Dannie Dubin, à Rádio Gre-Nal:

“Isso foi uma ação da Adidas que passou pelo nosso marketing, e como no nosso marketing não tem ninguém doente, ninguém pensou nisso (relação com estrela do PT). Esse assunto da estrela veio à tona por quem quer tumultuar o ambiente”, reclamou Dubin, antes de acrescentar:

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Uma coisa doentia, que não faz o menor sentido. Algumas pessoas precisam entender que as eleições já acabaram, mas a gente precisa lidar”.

Marketing do Inter explicou o caso

Jorge Avancini, diretor de marketing do Inter, explicou a situação em entrevista ainda na última semana ao jornalista Hiltor Mombach, do Correio do Povo, garantindo que a peça desenhada pela Adidas nem passou pela aprovação de Barcellos:

“A campanha que sustenta o lançamento e toda a homenagem pela conquista do mundial, baseou-se em alguns ícones dessa conquista; Fernandão, Torcedores, Taça, cenas da época e estrela. Não houve nenhuma alusão ou interesse de ligar a um partido político brasileiro, somos um clube que acolhe todas as matizes políticas. Até pouco tempo atrás estrelas já estavam estampada em nossas camisas em alusão aos maiores títulos conquistados pelo clube”, disse Avancini, antes de acrescentar:

“Foi desenvolvido pela Adidas e aprovado pela VP de Marketing, não passando pelo Presidente Alessandro e pelo Comitê de Gestão. Toda a campanha que está no ar é 100% de responsabilidade da vice-presidência de Marketing. A decisão foi eminentemente técnica e respeitando a proposta e estética da campanha. Se tivéssemos suspeitado de dupla interpretação por parte da comunidade Colorada, não teríamos feito, isso é óbvio”, ampliou.

Confira os detalhes do produto:

LEIA MAIS:

Matheus Henrique relembra provocação de Galhardo e solta palavrões em resposta ao rival: “Cheirinho é o meu…”

Rafinha estranha expulsão e cutuca Inter após título do Grêmio: “Me tirar do jogo conseguiram, o título não”

Siga o autor:

No Instagram

No YouTube