Medalhista olímpico em 2008, ex-técnico da seleção brasileira feminina é contratado por clube de Portugal

Jorge Barcellos assinou contrato com o Famalicão até junho de 2023

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ CBF

Antes de mais nada, o Famalicão acertou a contratação de Jorge Barcellos para a temporada 2021/2022. A princípio, seu contrato vai até junho de 2023. Medalha de prata com a seleção brasileira feminina em 2008, fez seu último trabalho no Avaí/Kindermann.

Jorge Barcellos comunicou sua saída do clube catarinense após o falecimento do fundador e presidente do Avaí/Kindermann, Salézio Kindermann. O dirigente morreu no último sábado em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.

“Estou saindo muito triste pela perda de um grande amigo. Aprendi muito com o Salézio nos 4 anos em Caçador e só tenho a agradecer pela oportunidade de ter feito parte dessa história linda”, disse o treinador em entrevista à “Rádio Caçanjurê”.

Antes do acerto com o clube português, Jorge Barcellos recebeu sondagens para trabalhar nos Estados Unidos. Porém, com a proposta para trabalhar no futebol europeu, o técnico desistiu e fechou a sua ida para Portugal. Dessa forma, o treinador chega ao clube com a missão de classificar o Famalicão para a Liga dos Campeões de Futebol Feminina.

“Assim como eu tinha a proposta de Portugal, a família também entendeu que era hora de um outro profissional tocar esse projeto”, finalizou o treinador que será substituído por Rodolfo Machado Souza.

A carreira de Jorge Barcellos

Nascido em Japeri, Rio de Janeiro, Jorge Luiz Barcellos Martins iniciou sua trajetória no futebol feminino no Vasco em 2003. Lá, ele comandou as craques Pretinha e Kelly Cristina. Posteriormente, ele foi convidado pela CBF para comandar a seleção brasileira feminina.

Jorge Barcellos conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007. A conquista aconteceu após uma goleada histórica do Brasil por 5 a 0 sobre os Estados Unidos diante de 67.788 torcedores no Maracanã.

Além disso, comandou as meninas do Brasil entre 2006 e 2008. Nesse ínterim, comandou Marta, Cristiane, Formiga, Maycon e companhia na conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008.

Após deixar a seleção brasileira, Jorge Barcellos comando o St. Louis Athletica-EUA, Vasco, Napoli-SC e Avaí/Kindermann. Nesse ínterim, venceu o Campeonato Carioca Feminino (2013) e o Campeonato Catarinense Feminino (2017, 2018 e 2019).

Em 2011, ele reassumiu o comando da seleção brasileira feminina. Após cinco anos, o treinador teve sua primeira e única experiência no futebol masculino. Jorge Barcellos comandou o Queimados e o Boavista, ambos do Rio de Janeiro.

LEIA MAIS: 

Ex-auxiliar de Parreira, Joel Santana e Lothar Matthäus vai comandar o Paysandu na Série C do Brasileiro 

Mosquera, Pacheco e mais: Relembre todos os jogadores estrangeiros que vestiram a camisa do Juventude 

Ex-meia de Vasco e Chapecoense é o primeiro reforço do Braga para a próxima temporada