Mercado da bola: Manchester City gastará quase 2 bilhões em dupla

Manchester City entra com tudo no mercado da bola para levar dois atletas ingleses

Alexander Rodrigues
Colaborador do Torcedores

Crédito: Clive Brunskill/Getty Images

E o mercado da bola aquece cada vez mais na Europa. Agora é o Manchester City que ganha o protagonismo. Segundo matéria assinada por Matt Hughes no Dailymail, a equipe comandada por Pep Guardiola está disposta a desembolsar quase 2 bilhões de reais nas contratações de dois jogadores ingleses que foram destaques nessa última temporada da Premier League.

O primeiro é Jack Grealish, capitão e melhor jogador do Aston Villa que, ainda segundo a matéria, tem a admiração de Guardiola que busca oferecer a quantia de 100 milhões de libras (743 milhões de reais) no meia de rara habilidade e controle de bola.

O segundo é nada menos do que Harry Kane, artilheiro da última edição da Premier League, com 23 gols marcados, além de também garantir o prêmio de maior garçom, com 14 assistências para gol. Para trazer o atacante titular do Tottenham e seleção inglesa, o Manchester City vai ter que gastar um pouco mais, cerca de 150 milhões de libras (mais de 1 bilhão de reais).

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Ainda não está certo se o City fará as contratações apenas em dinheiro ou se envolverá algum jogador na negociação, como fez por exemplo em 2019, quando contratou o lateral português João Cancelo da Juventus incluindo o brasileiro Danilo como moeda de troca na transação.

A última vez que o Manchester City foi o autor da transferência mais cara do mercado da bola foi em setembro de 2008, quando assinou com o brasileiro Robinho por 32,5 milhões de libras (241 milhões de reais), vindo do Real Madrid como grande estrela. E no final todos sabemos que o ex-Santos não emplacou na Premier League.

Leia mais:

Mercado da bola: transferências mais caras da década de 2000

Jogador do Arsenal revela problemas mentais e com bebida

Mercado da bola: Os 4 alvos do Arsenal na janela

Mercado da bola: Napoli mira “novo De Bruyne”