Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tite justifica convocação de Everton Ribeiro e revela “bom senso” por desfalcar times do Brasil

Treinador da seleção brasileira, Tite anunciou os 24 jogadores convocados para as duas próximas rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira anunciou nesta sexta-feira (14) a convocação de 24 jogadores que farão parte do elenco das duas próximas rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Com Douglas Luiz podendo jogar apenas a segunda partida, já que está suspenso, o técnico Tite recebeu críticas nas redes sociais por ter chamado alguns jogadores que não estão em boa fase. Perguntado sobre o motivo da presença de Everton Ribeiro, que está mal no Flamengo, o comandante justificou e defendeu o atleta.

8 jogadores que estão bem e ficaram de fora da convocação da Seleção

“A função que exerce o Everton Ribeiro não é a função do Neymar, ele é um articulador que pode jogar junto com o Neymar, outro jogador criativo, ele é mais arco, o Neymar é… não dá para comparar as duas. Ele é um jogador criador, criativo. A gente teve nos últimos três jogos da Seleção e ele foi muito bem, versátil em posições e funções que exerce, seja na posição que faz no Flamengo ou mais central. Ele está numa retomada, já esteve no melhor momento, mas a consistência e o desempenho na Seleção têm nos trazido a certeza do jogador de alto nível que ele é”, comentou Tite.

Everton Ribeiro e Gabigol foram os nomes do Flamengo que foram convocados por Tite. Além deles, o goleiro Weverton, do Palmeiras, foi o outro atleta do futebol brasileiro que foi chamado pelo técnico. Durante a entrevista coletiva, o treinador respondeu se há algum acordo para não desfalcar os times do país nas próximas convocações. Vale destacar que o trio não participará das duas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro e dos jogos da próxima fase da Copa do Brasil.

“A seleção e essa capacidade que temos de conduzir nas melhores situações nos dão a grandeza de buscar em Eliminatórias e não dá para abrir mão de algumas circunstâncias. Em outra circunstância talvez a resposta fosse outra”, justificou Tite, que também falou sobre a lista da Copa América.

“Eu te confesso, é um compromisso meu, essa parte da pergunta da Copa América eu vou guardar e te responder quando chegar a Copa América. Não dá para antecipar etapas, competições, jogos… A responsabilidade está exclusivamente nesses dois jogos, claro que a gente vai ter bom senso, que ninguém aqui é insensível, mas sabendo que a seleção brasileira tem uma responsabilidade grande e estamos pensando nesses dois jogos inicialmente”, concluiu.

Confira outros trechos da entrevista de Tite sobre outros jogadores:

Fred, do Manchester United: “Pelo desempenho, alto nível que vem desenvolvendo no United. Equipe que é vice-campeã da Premier League, com desempenho em alto nível, pelo acompanhamento que a gente tem. A busca dele e o contato que tivemos comissão para saber dentro e fora de campo. Na função onde exerce em lado esquerdo em termos táticos, fase ofensiva e uma liberdade maio para Neymar, Alex Sandro, Lodi, faz essa transição com muita qualidade. Ponto de equilíbrio que ele faz muito bem.”

Daniel Alves, do São Paulo: “O Daniel Alves, assim como outros atletas, se encaixa nos pilares que temos: o alto nível, a longevidade da carreira do atleta, o bom momento no seu clube, e o histórico dentro da Seleção. Principalmente em jogos de Eliminatórias, é o aspecto físico e técnico em sua plenitude. A felicidade de ver o Daniel, jogando em alto nível, mais a liderança que ele tem.”

Thiago Silva, do Chelsea: “Eu não gosto muito da palavra se reinventar. Acredito que a gente se modela a situações diferentes. O Thiago já está inventado. Ele tem uma grande capacidade profissional, é um verdadeiro atleta, só ver os cuidados físicos que tem. A qualidade técnica para um zagueiro, as percepções, sobram. Isso junto com a conduta dele lhe permite jogar nesse alto nível que está.”

Lucas Veríssimo, do Benfica: “O que traz o Lucas é o grande aproveitamento dele na Libertadores e no Brasileiro, o Cesar Sampaio esteve na Vila Belmiro, conversou com o Cuca e o atleta, pudemos observá-lo, e também a sequência de trabalho dele no Benfica. Ele se adaptou rapidamente, vem jogando com três zagueiros, com linha de quatro, é um atleta com projeção dentro dos critérios que estamos buscando para a Seleção. Vemos ele com um grande crescimento e o trouxemos para observá-lo de perto em jogos que achamos que ele pode dar a resposta”, diz o auxiliar Cleber Xavier.