Top10: Times históricos que não venceram a Champions League

Na semana da final da Champions League 2020/2021, o Torcedores.com lista 10 times memoráveis que não conquistaram a maior competição de clubes

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter

No próximo sábado(29), Manchester City x Chelsea fazem a grande final da Champions League 2020/2021. E para ‘aquecer’ o jogão decisivo, o Torcedores.com faz uma série de matérias com jogos e acontecimentos históricos da maior competição de clubes do mundo.

Nesta quarta(26), listaremos 10 timaços históricos, que não chegaram a levar a ‘orelhuda’ pra casa.

Top10: Times históricos que não venceram a Champions League

Barcelona 1993/1994

Aquela geração do Barcelona tinha craques como Hristo Stoichkov, Ronald Koeman, Andoni Zubizarreta, além do nosso baixinho Romário. O favoritismo era gigante para aquela Champions League. Mas na grande final contra o Milan, o Barça levou sonoros 4×0, e ficou sem a taça tão desejada.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Escalação do Barcelona: Zubizarreta, Ferrer, Koeman, Nadal e Sergi; Guardiola, Bakero e Guilllermo Amor; Begiristain, Stoichkov e Romário

Juventus 1997/1998

O favoritismo da Juve não era tão enorme, tendo em vista que o adversário era o poderoso Real Madrid de Raul e companhia. Mas realmente é um ‘pecado’ que aquele timaço de Zidane, Inzaghi e Del Piero, ficasse sem uma Champions. Placar de 1×0 para o Real naquela decisão.

Escalação da Juventus: Peruzzi, Torricelli, Iuliano e Montero; Di Livio, Deschamps, Davids, Zidane e Pessotto; Inzaghi e Del Piero.

Manchester United 2002/2003

Aqui está mais um caso onde o destino iria ser cruel de qualquer maneira. Era o Real Madrid dos galácticos, contra um Manchester United literalmente ‘endiabrado’. Era o começo de uma excelente geração do Manchester que ganharia uma Champions League mais pra frente, mas aquele time em específico ficou pelo caminho. Nas quartas de final daquela temporada, o United foi derrotado fora de casa por 3×1, e venceu por 4×3 no Old Trafford. Os 3 do time espanhol foram marcados por Ronaldo, em uma noite de ‘Fenômeno’.

Escalação do Manchester United: Barthez, Ferdinand, O’Shea, Silvestre e Brown; Roy Keane, Verón, Butt(Beckham*) e Giggs; Van Nistelrooy e Solksjaer.

Obs: Beckham fez parte do time base, mas não começou aquela partida como titular.

Real Madrid 2002/2003

Mas aquele Real Madrid também ficaria pelo caminho. Já na semifinal, os galácticos encararam uma excelente equipe da Juventus, e até venceram a ida por 2×1. Mas na volta, em noite inspirada de Del Piero e Nedved, a Juve venceu por 3×1 e avançou para a grande final. Vale citar, que quando o jogo estava 2×0, o Real teve um pênalti em cima de Ronaldo, e há quem diga que o próprio brasileiro quem bateria. Mas Figo chamou a responsabilidade, e bateu mal demais, desperdiçando aquela cobrança.

Escalação do Real Madrid: Casillas, Salgado, Hierro, Helguera e Roberto Carlos; Flávio Conceição(Ronaldo*) e Cambiasso; Figo, Guti e Zidane; Raul.

Obs: Ronaldo fez parte do time base, mas não começou aquela partida como titular.

Arsenal 2003/2004

O time que venceria a poderosa Premier League de maneira invicta, era muito favorito para aquela Champions League. E era um Arsenal com um Henry na prateleira de melhores do mundo. Mas quando encontrou seu arquirrival Chelsea nas quartas de final, a dificuldade foi imensa. Placar de 1×1 na ida, e na volta vitória de 2×1 para os Blues.

Escalação do Arsenal: Lehmann, Lauren, Toure, Campbell e Ashley Cole; Vieira, Edu Gaspar, Ljungberg e Pires; Reyes e Henry.

Milan 2004/2005

Tudo bem, o Milan ganharia a Champions League apenas dois anos depois, mas o auge daquela geração era na temporada 2004/05. Um Kaká brilhante, um Seedorf em plena forma técnica e física, um Schevchenko inspirado, um Crespo matador… E tudo dava a crer que o título viria naquela ocasião, pois o Milan abriu 3×0 na final contra o Liverpool. Mas os Reds empataram e venceram nos pênaltis em noite épica de Champions.

Escalação do Milan: Dida, Cafu, Nesta, Stam e Maldini; Gattuso, Pirlo, Seedorf e Kaká; Schevchenko e Crespo.

Chelsea 2007/2008

O Chelsea contava com um investimento monstruoso que o colocou na prateleira dos melhores times do mundo. E a primeira grande chance de uma conquista de Champions League foi em 2007/08, em uma final contra o Manchester United. O jogo foi franco, e o 1×1 ficou de bom tamanho. Nos pênaltis, deu United, e o sonho da Champions seria adiado naquele momento.

Escalação do Chelsea: Cech, Essien, Ricardo Carvalho, Terry e Ashley Cole; Makelelé, Ballack, Lampard e Joe Cole; Malouda e Drogba.

Barcelona 2009/2010

Dos muitos times memoráveis que o Barcelona montou nos anos 2000, alguns venceram a Champions League. Mas se olharmos para o volume de jogo, plasticidade e eficiência, ‘faltou’ a temporada 2009/10. O que mudou bastante daquele Barça de Xavi e Messi de uma temporada pra outra, era o centroavante, e naquele ano, era um tal de Ibrahimovic que fazia os gols espanhóis. Mas na semifinal, o Barcelona encontrou uma valente Inter de Milão, que segurou o ímpeto daquele timaço em pleno Camp Nou. Placar de 2×1 para o Barça, mas como a Inter havia vencido por 1×0 na Itália, avançou pelo gol fora.

Escalação do Barcelona: Valdés, Daniel Alves, Piqué, Gabriel Milito e Keita; Yaya Touré(Iniesta*), Xavi e Busquets; Pedro, Messi e Ibrahimovic.

Obs: Iniesta fez parte do time base, mas não começou aquela partida como titular.

Real Madrid 2011/2012

Mais uma vez o Real Madrid nesta lista. Mais especificamente na temporada 2011/12, o Real Madrid teve campanha quase perfeita até a semifinal. Foram 10 jogos, com 9 vitórias e apenas um empate. Mas encarou um Bayern forte e ‘doidinho’ para disputar uma final em sua casa. O placar das duas partidas terminaria 2×1 para o time da casa, e a decisão então foi para os pênaltis. Cristiano Ronaldo, Kaká e Sergio Ramos perderam suas cobranças, e o time comandado por José Mourinho ficaria pelo caminho mesmo sendo favorito na ocasião.

Escalação do Real Madrid: Casillas; Arbeloa, Pepe, Sergio Ramos e Marcelo; Khedira, Xavi Alonso, Ozil, Di María (Kaká*) e Cristiano Ronaldo; Benzema.

Obs: Kaká fez parte do time base, mas não começou aquela partida como titular.

PSG 2019/20

Fechamos a lista com uma polêmica. Será que esse PSG era tudo isso mesmo? Talvez daremos mais valor daqui uns anos, mas é certo que um time com Thiago Silva, Marquinhos, Neymar e Mbappé, é um dos maiores favoritos de qualquer Champions League que disputar. A campanha foi excelente, começando por uma liderança absoluta no grupo que tinha também o Real Madrid. Adversários surpreendentes ficaram pelo caminho, como Borussia Dortmund, Atalanta e Leipzig. Mas a final traria um Bayern de Munique ainda mais favorito para o título. Afinal, não é qualquer time que aplica 8×2 no Barcelona, certo? Placar magro de 1×0 para a equipe alemã, e o PSG segue ainda na busca de sua primeira Champions League.

Escalação do PSG: Navas, Kehrer, Thiago Silva, Kimpembe e Bernat; Marquinhos, Herrera e Paredes; Di Maria, Neymar e Mbappé.

Siga o Torcedores no Instagram e no Twitter

VEJA TAMBÉM:
#ForaFelipeMelo: Torcedores do Palmeiras lançam campanha pedindo a saída do atleta

Mercado da Bola: Sem espaço no Inter, meia pode ser emprestado ao Santos