Estádios cheios em 2021-22; Governo espanhol oficializa retorno do público na próxima temporada

Carolina Darias, Ministra da Saúde, informou que os estádios voltarão a receber torcedores normalmente

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução / Twitter oficial Barcelona

A medida que as vacinam avançam pelo mundo, as medidas de restrição que foram implementadas por conta da pandemia começam a ser flexibilizadas ou até mesmo canceladas. A Espanha é mais um país a agir nesse sentido. De acordo com um decreto real aprovado nesta quinta-feira (24), a lei implementada no verão passado teve uma alteração no artigo 15.2 O Conselho de Ministros aprovou a remoção deste item da lei da nova normalidade que foi implementada. Dessa forma, os estádios voltarão ao normal no início do campeonato de futebol e do basquete e poderão receber o mesmo fluxo de público que recebiam antes da pandemia, conforme anunciado nesta quinta-feira pela ministra da Saúde, Carolina Darias.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Voltamos à normalidade em termos de afluxo de público para o início do campeonato de futebol e o ACB”, afirmou Darias

A medida foi anunciada após a ministra informar sobre situações em que o uso de máscaras não será exigido. Carolina inclusive tem convicção de que será uma notícia “muito bem recebida” pela população.

Retorno do público celebrado pelos clubes espanhóis

Apesar de não se manifestarem oficialmente, os clubes já celebram essa notícia. Isso porque o retorno do público aos estádios irá representar um acréscimo considerável nas receitas. Apesar dos contratos de patrocínio e direitos de transmissão, as equipes espanholas também têm uma renda considerável com os torcedores indo para suas arenas. Como exemplo, podemos citar o Camp Nou, onde o Barcelona manda seus jogos. O estádio tem capacidade para quase 100 mil pessoas. E ingresso mais barato tem o valor de 69 euros (cerca de R$ 407,42).

LEIA MAIS:

Mercado da bola: Real Madrid deve oferecer 400 milhões em estrela sueca

Mercado da Bola: Barcelona cada vez mais próximo de renovar contrato com Messi