Oficial: Flamengo anuncia venda de Gerson para a Olympique de Marseille

Depois de uma longa negociação, Flamengo e Olympique finalmente chegaram a um acordo para ida do meia para o futebol francês

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Antonio Lacerda-Pool/Getty Images

Agora é oficial. Gerson irá retornar ao futebol europeu na próxima temporada. Nesta quarta-feira (9), o Flamengo oficializou a venda do atleta para o Olympique de Marseille. A informação foi divulgada através do Twitter oficial da equipe rubro-negra.

Conforme apurado, a negociação foi fechada em 25 milhões de euros (cerca de R$ 155 milhões), que serão pagos de forma parcelada. Importante frisar que 5% desse valor total será dividido entre os clubes formadores de Gerson, com um rateio entre Fluminense, Roma e Fiorentina.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Apesar da perda técnica, a transferência renderá um bom lucro ao Flamengo. Isso porque a equipe carioca investiu 11,8 milhões de euros em sua contratação em julho de 2019. Além disso, o clube teve retorno dentro de campo, com Gerson sendo importante em conquistas recentes.

Carreira de Gerson

Aos 24 anos, o meia terá mais uma oportunidade de brilhar no futebol europeu. Revelado pelo Fluminense, o atleta chegou ao time principal em 2014. Após duas temporadas ele chamou atenção da Roma, que investiu 18,6 milhões de euros na sua contratação. Mas sem render o esperado, ele foi emprestado à Fiorentina em 2018, onde também não teve grande destaque.

Mas a pedido de Jorge Jesus, o Flamengo fez um alto investimento para contratar o jogador em definitivo. E a aposta deu certo, com Gerson atuando em 98 jogos, marcando seis gols e contribuindo com 10 gols em quase dois anos no clube. Inclusive, foi no Rubro-negro que o atleta conquistou seus principais títulos, entre eles a Copa Libertadores da América, além do bicampeonato do Brasileirão e Campeonato Carioca.

LEIA MAIS:

Mercado da Bola: Após Gerson, Olympique tenta outro brasileiro para rivalizar com Neymar

Rizek questiona Gabigol na reserva da seleção após um jogo: “Sinal de que Tite não morre de amores pelo jogador”