Renan Dal Zotto, voltou a falar sobre o Covid-19: “Achei que tivesse dormido dois dias”

O técnico da seleção brasileira de vôlei masculino participou do “Mais Você” e conversou sobre luta contra o coronavírus com Ana Maria Braga

Ricardo Antunes
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/TV Globo

Renan Dal Zotto voltou a falar da sua batalha (drama) na luta contra a Covid-19, na última segunda-feira (14), no programa “Mais Você”, de Ana Maria Braga, o técnico que ficou 36 dias, com duas intubações (cerca de 480 horas), perdeu 26 kilos e ainda teve que ser submetido a uma cirurgia devido a trombose, depois de tantos dias de internação ele está em recuperação da doença que o afetou duramente, o treinador relembrou do período em que esteve internado no Hospital Samaritano, em Botafogo – Rio de Janeiro, e agora luta contra o tempo para estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que para o vôlei masculino brasileiro iniciará no dia 23 de julho, ás 11:05 (horário de Brasília).

“Realmente, foram momentos bem difíceis. No dia 16 de abril, fui internado. E aí começou a grande batalha. Já no dia 17, eu estava me sentindo muito mal. Fiquei trocando mensagem com a Anna. No dia 18, mandei uma mensagem, estava apavorado. Quando entrei na cabeça, primeira coisa que veio na minha cabeça foi a perda de um grande amigo, o Suíço. Entrei em pânico, mandei um áudio, pedindo, pelo amor de Deus, para não me abandonar aqui. Depois, pedi para que me intubassem. Eu não queria mais levar daquele jeito. Quando acordei, achei que tivesse dormido dois dias. Aos poucos, veio caindo a ficha de tudo o que aconteceu”, disse Dal Zotto.

Entrevista Mais Você – parte 1

Durante o tempo de intubação Renan lembrou que teve alucinações e disse ter visto sua falecida avó.

“Quando acordei, pensei: que estrago que esse bichinho fez no meu corpo. Depois que acordei, fiquei dois dias sem entender nada. Única coisa que eu lembro, quando acordei, não conseguia falar. Mas pedi para que ninguém saísse do meu lado. Porque tive muitas alucinações durante esse período” afirmou Renan.

Renan em entrevista ao ge se viu duas vezes morto

No momento em um  estágio avançado de recuperação, Renan passa por sessões diárias de fisioterapia visando estar apto para comandar o Brasil nas Olimpíadas no final de Julho.

“Hoje estou muito feliz, recuperação está indo muito bem. Há duas semanas, estava em uma cadeira de rodas. Hoje, faço tudo, subo escada, dirijo, tomo banho. Estou muito, muito feliz” relatou o técnico do Brasil.

O treinador demonstrou evolução da sua recuperação da doença e bateu uma bola com Bernardinho, no último domingo (13), os dois trocaram passes, esse contato com a bola também fez parte da sua última sessão de fisioterapia, mostrando um pouco do quanto vem se recuperando depois de ter ficado mais de um mês internado por causa da covid-19.

Entrevista Mais Você – parte 2

Em fase de recuperação do Covid-19, Renan tem se preparado para o retorno aos trabalhos na seleção brasileira, que atualmente está em Rimini, na Itália, na disputa Liga das Nações, o seu assistente Carlos Schwanke, está comandando o Brasil na Europa, a competição também serve como preparação para equipe na reta final da caminhada rumo às Olimpíadas de Tóquio, o técnico do Brasil aos 60 anos, já disse anteriormente dos seus dias de internação na luta contra o coronavírus no hospital e que por duas vezes se viu à beira da morte.

 

LEIA MAIS: CBV e Asics apresentam uniformes para as Olimpíadas

FIVB suspende jogadora por atitude racista na Liga das Nações

Bernardinho será o novo treinador da Seleção Francesa de Vôlei