Ronaldinho Gaúcho pode ser preso novamente; entenda

Ex-jogador ainda pode ter bens penhorados pele Justiça

Rogério Araujo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Instagram Ronaldinho Gaúcho

Em Dubai atualmente, Ronaldinho Gaúcho pode mais uma vez ser preso quando voltar ao Brasil. Isso porque a Justiça acatou o pedido de execução e penhora de bens do ex-jogador da seleção brasileira a pedido de sua ex-noiva, Priscilla Coelho. A informação é da Agência O Globo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Em 2020, o ex-jogador foi preso no Paraguai na companhia do irmão Roberto de Assis por entrarem no país com documentação falsa.

“O juiz deferiu o valor da pensão em novembro e mesmo sendo intimado através de seu advogado, Ronaldo não depositou nenhum valor desde novembro. Promovemos a execução de todos estes meses sem pagamento, a princípio só requerendo bloqueio de valores em bancos e penhora de bens. Mas, futuramente, caso esse comportamento persista, vamos ser mais incisivos, podendo requerer até mesmo a prisão civil por falta de pagamento de pensão”, explicou Alberto Medrado, advogado de Priscilla, à publicação.

A ex-mulher de Ronaldinho ainda briga na Justiça pela partilha de bens pelo tempo que ficou junto com o craque. Ela tenta provar união estável com Ronaldinho Gaúcho. Os dois teriam ficado juntos por cerca de seis anos, segundo ela.

“O que me deixa triste e perplexa é que essa pensão é pouco demais para tudo o que o Ronaldo tem e para o que gasta. Enquanto ele não cumpre seu dever e faz a Justiça de tola, eu me viro sem saber quando vou receber o que já é meu determinado pela lei”, disse Priscilla.

LEIA MAIS: