Stan Van Gundy deixa de ser treinador dos Pelicans após uma temporada

Na sua primeira e única temporada no New Orleans Pelicans, Van Gundy levou o time a uma campanha 31-41, na 11ª posição da Conferência Oeste

Luís Martinelli
Jornalista, fã de esportes americanos (NFL, NHL, MLB e NBA), futebol australiano e de fantasy sports. Criador dos @BlogNEJ, @BrasilFooty e @ViciadoFSports

Crédito: Divulgação/New Orleans Pelicans

Durante a manhã desta quarta-feira (16), foi divulgada a notícia de que Stan Van Gundy não será mais técnico do New Orleans Pelicans. Van Gundy foi contratado antes da temporada 2020-21, porém já sai do cargo após apenas uma temporada.

Fontes informaram o jornalista da ESPN dos EUA Adrian Wojnarowski que Stan Van Gundy teve várias conversas com o presidente de operações de basquete dos Pelicans, David Griffin.

A campanha dos Pelicans em 2021 foi de 31-41, ficando na 11ª posição. Dessa forma, o time comandado por Van Gundy ficou a uma colocação de disputar o play-in.

Apesar de os Pelicans terem terminado com o nono melhor ataque em média de pontos por jogo (114,6), o time cedeu a sétima maior média de pontos (114,9). Era esperado que Stan Van Gundy recuperasse o setor defensivo do time de New Orleans, no entanto o time se manteve ineficiente no quesito.

Na carreira, o agora ex-técnico dos Pels tem record 554-425 na temporada regular e 48-43 nos playoffs. Além disso, Van Gundy tem passagens por Miami Heat (2003-06), Orlando Magic (2007-2012) e Detroit Pistons (2014-18), antes de ter assumido os Pelicans.

Candidatos a serem sucessores de Stan Van Gundy

É provável que o New Orleans Pelicans deva ir atrás de alguns candidatos da época em que Van Gundy foi contratado. Isto é, voltam à baila os nomes da assistente técnica Jacque Vaughn e dos assistentes Ima Udoka (Brooklyn Nets), Charles Lee (Milwaukee Bucks) e Jason Kidd (Los Angeles Lakers).

LEIA MAIS

Ala brasileiro se despede do basquete australiano e se prepara para exames médicos na NBA

Após afirmar que está feliz no Pelicans, Lonzo Ball elogia companheiros: “Adoro jogar com caras como Zion Williamson e Brandon Ingram”

Tom Thibodeau é eleito Técnico do Ano da NBA em 2020-21