Zagueiro perde espaço, tem sondagens e pode deixar o Grêmio

Zagueiro Rodrigues quer mais minutos e pode deixar o tricolor em breve

Matheus D'Avila
Colaborador do Torcedores

Crédito: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Rodrigues ainda não sabe qual será seu futuro dentro do Grêmio. O jogador, que já foi uma das principais alternativas para os titulares Geromel e Kannemann, tem recebido sondagens e tem interesse de deixar Porto Alegre. Contudo, os dirigentes gaúchos rechaçaram a possibilidade de uma saída nesse momento. Inclusive, há uma proposta de renovação em curso e que aguarda uma resposta.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Clubes interessados no defensor de 23 anos chegaram a apresentar ofertas de empréstimo ao Grêmio. Porém, o tricolor negou as investidas, mesmo que houvesse a possibilidade de uma negociação em definitivo no futuro. Isso se deve a leitura de que o clube precisa de opções para o setor. Principalmente, porque no passado recente a equipe sofreu pela falta de alternativas.

Todavia, o desejo da direção quanto a continuidade de Rodrigues não bate com os interesses do staff do jogador. Os relatos apontam que o atleta tem o desejo de uma transferência, justamente pela possibilidade de jogar mais vezes. Não a toa, a renovação de contrato do zagueiro está congelada e não evoluiu até o momento. O vínculo atual encerra em dezembro de 2022, mas a abertura da janela de transferências deverá apresentar novidades.

Zagueiro em ascensão

A queda na hierarquia de Rodrigues está diretamente associada ao crescimento de Ruan. O zagueiro, que chegou a ser titular no início da temporada por conta da lesão de Kannemann, ganhou moral. Nesse sentido, o jogador provou a qualidade apresentada na base e se afirmou como a principal opção entre os defensores. O jovem está na frente também do experiente Paulo Miranda.

LEIA MAIS:

Após reuniões com a direção do Grêmio, Tiago Nunes deve mudar o time

Reserva de Diogo Barbosa renderá economia de R$5 milhões no Grêmio em 2021

Grêmio está pronto para dizer “não” a Inter de Milão e ao Arsenal em julho