Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Brasileiro dispara contra “som de funk” e baderna na Vila Olímpica: “Eu acordei com o barulho”

Atleta cobrou conscientização para os hóspedes da Vila Olímpica em Tóquio

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Reunindo atletas de todas as partes do mundo, o clima na Vila Olímpica nem sempre é de paz. Dessa maneira, Altobeli da Silva, que irá concorrer nos três mil metros com obstáculos no atletismo, reclamou do barulho no local. Isso porque ele não conseguiu ter seu período de descanso antes da competição, já que o ambiente estava bastante agitado, situação que gerou um grande incômodo

“Estou tremendo de tanta raiva, de tanto nervoso. Estou cansado, aí eu vejo uma barulheira na porta do meu quarto, som de funk, de atletas que treinam meio período, de atletas que vieram fazer participação aqui nos Jogos Olímpicos. Eu vim com propósito, com objetivo, por isso que estou no meu quarto respeitando a privacidade de cada um. É complicado, é nessa hora que você vê quem é quem”, declarou nos stories do Instagram.

Além disso, Altobeli, atual campeão sul-americano e Pan-americano, cobrou conscientação com o comportamento na Vila Olímpica. Sendo assim, ele deixou claro que não está em Tóquio para passear e se divertir, mas sim para buscar a medalha de ouro.

“Tem que ter consciência. Nem fui jantar para priorizar meu descanso. Todo mundo é adulto, não precisa chamar atenção. Têm uns aí que precisam descer do salto alto. Têm coisas que têm que ser assim, no ferro e fogo. Na educação dão risada. Para chegar nesse ponto de eu falar é porque estourou a paciência. Todo ser humano tem limite. Eu acordei com o barulho”, completou.

LEIA MAIS

Olimpíada de Tóquio: fora da abertura, atletas brasileiros fazem desfile na Vila Olímpica

Dado Dolabella critica utilização de cavalos no hipismo e leva invertida de Hortência