Demissões de Dome e Rogério Ceni resultam em prejuízo milionário ao Flamengo; veja valores

Treinadores sofreram grande pressão e acabaram sendo desligados do Flamengo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

Após a saída de Jorge Jesus, o Flamengo apostou em dois nomes para tentar manter o bom desempenho do time. Porém, Domènec Torrent e Rogério Ceni não tiveram o mesmo sucesso do português e acabaram sendo demitidos antes dos finais dos seus respectivos contratos. Dessa maneira, o Rubro-Negro terá que arcar com um prejuízo milionário proveniente das multas rescisórias dos profissionais.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

De acordo com o jornalista Venê Casagrande, Dome tem direito a receber um valor que gira em torno de 2 milhões de euros (R$ 12.19 milhões). Enquanto isso, Rogério Ceni vai embolsar R$ 3 milhões pelo encerramento antecipado do seu vínculo. Sendo assim, os cofres do Flamengo terão uma redução de mais de R$ 15 milhões para arcar com ambos os compromissos, além dos R$ 600 mil mensais pagos pelos serviços de Renato Gaúcho.

Sem entrar no âmbito de valores, Marcos Braz comentou a passagem de Ceni no clube. Mesmo com as críticas da torcida, o vice-presidente de futebol acredita que a passagem do técnico não foi negativa, citando os títulos que foram conquistados no período.

“A decisão foi muito pensada. Foi analisada em vários quadros que poderiam acontecer daqui para frente. Posso falar por mim: tenho o maior respeito pelo Rogério, ele deu certo no Flamengo. Quantos treinadores que o Flamengo contratou não tiveram o êxito dele… Campeão brasileiro, Supercopa, estadual. Essa decisão foi feita, isso está transitado e julgado. Foi uma decisão pensada, o Flamengo não tem mais nada a falar sobre o assunto. Isso é página virada”, declarou em coletiva.

LEIA MAIS