Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Galvão Bueno critica “dirigente que nega jogador” para seleção olímpica: “Olha o que volta valorizado”

Narrador citou Richarlison para cornetar clubes que vetaram presença de atletas do Brasil nas Olimpíadas

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Após disputar a Copa América, Richarlison pressionou o Everton e teve seu pedido atendido. Sendo assim, o atacante assumiu a camisa 10 da seleção olímpica e vem sendo um dos destaques na campanha do Brasil em Tóquio. Diante do Egito, ele deu assistência para Matheus Cunha marcar e garantir a vaga nas semifinais da competição.

Dessa forma, Galvão Bueno, que esteve à frente da tranmissão do jogo na Globo, valorizou o desempenho de Richarlison. Além do passe para o gol, o atacante se entregou em campo, demonstrando toda sua vontade de defender o Brasil nas Olimpíadas. Sendo assim, sem citar clubes, o narrador criticou os dirigentes que vetaram atletas para estar em Tóquio, caso de Pedro, do Flamengo, e Gerson, do Olympique de Marselha.

“Que sirva de lição para dirigente que nega jogador. O brilho nos olhos do jogador. Mais um recado para dirigente que nega jogador. Olha o que volta valorizado”, declarou.

Agora, contando com o talento de Richarlison, o Brasil vai ter uma disputa que promete ser dura nas semifinais. Para assegurar vaga na decisão, o time de André Jardine irá precisar superar o México, carrasco da Seleção nos Jogos de 2012.

LEIA MAIS