Mercado da bola: Campeão da Libertadores é oferecido ao Paysandu, mas diretoria descarta contratação

Cícero viveu o auge da carreira quando defendeu o Grêmio entre 2017 e 2018

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Ubel/ Grêmio

O Paysandu mapeando o mercado em busca de um camisa 10 para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. Dessa forma, entre os nomes sugeridos ao clube, um campeão da Copa Libertadores da América foi oferecido ao clube: Cícero.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O Torcedores.com apurou que o meio-campista foi sugerido ao presidente Maurício Ettinger. Porém, o mandatário descartou a contratação do atleta de 36 anos que venceu a competição continental com o Grêmio em 2017.

Segundo fontes ligadas a diretoria bicolor consultadas pela reportagem, Cícero foi prontamente descartado pelo Paysandu. A princípio, o jogador é considerado fora da realidade financeira do clube. Afinal, o atleta pediu R$ 150 mil por mês para defender o Papão.

O Paysandu, por sua vez, ofereceu um salário mensal de R$ 50 mil. Além disso, a diretoria sinalizou com a possibilidade de turbinar o acordo com cláusulas de produtividade: jogos disputados, gols marcados, número de assistências e uma premiação pelo acesso à Série B.

Dessa forma, o Paysandu encerrou a negociação por Cícero por questões econômicas. O clube não vive uma situação financeira confortável, e por isso não pode se dar ao luxo de investir em jogadores mais caros no mercado da bola.

Cícero está inativo há mais de um ano

Além da questão econômica, o Paysandu levou em consideração outro fator para desistir da contratação de Cícero: o longo tempo de inatividade. O meio-campista está há 18 meses sem disputar uma partida oficial.

A última vez que Cícero disputou uma partida oficial foi na derrota do Botafogo por 2 a 1 para o Fluminense, no dia 24 de janeiro de 2020, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Posteriormente, ele foi afastado e teve o contrato encerrado pela diretoria alvinegra.

Após deixar o clube da Estrela Solitária, Cícero recebeu sondagens do Boavista e Brasiliense. Porém, as conversas não foram à diante em virtude de o desejo do atleta voltar a defender um clube da elite do futebol brasileiro.

Com passagens por Bahia, Figueirense, Fluminense, São Paulo, Santos, Grêmio e Botafogo, Cícero tem um currículo pesado. Ao longo da carreira venceu a Recopa Sul-Americana (2018), a Copa Libertadores da América (2017), a Copa Sul-Americana (2012), a Copa do Brasil (2007), o Campeonato Gaúcho (2018) e a Copa da Primeira Liga (2016).

LEIA MAIS: 

Olimpíadas de Tóquio: Marta é 10 e Formiga é 8; veja a numeração da Seleção feminina de futebol 

Ex-lateral do Fluminense ganha sobrevida com Jorge Jesus e inicia pré-temporada como titular do Benfica 

Cláusula de produtividade e interesse europeu, são os entraves do Paysandu para fechar com Bruno César