Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Queda no desempenho da natação? Confira como o Brasil foi nas últimas edições das Olimpíadas

Em Tóquio, Brasil já igualou o número de finais de Londres 2012 e tem o mesmo número de medalhas da Rio 2016

Mariana Prince
escritora e jornalista formada pela PUCPR

Crédito: Wander Roberto/COB

O desempenho do Brasil na natação nos Jogos Olímpicos de Tóquio vem causando certa frustação para os telespectadores. No entanto, a participação em 2020 na piscina já está sendo melhor do que foi na última edição das Olimpíadas, ao menos no quesito medalhas.

O bronze de Fernando Schaffer no 200m livre veio para quebrar o jejum do país, que não conquistou nenhuma medalha na piscina em 2016. Até o momento, o país já participou de cinco finais e ainda irá participar de mais seis classificatórias, tendo chances reais de medalha no 50m livre masculino, com Bruno Fratus.

O país ainda tem chances de conquistar o ouro na maratona aquática, com Ana Marcela Cunha.

Rio 2016

Foi jogando em casa que o país não conquistou nenhuma medalha na piscina. No entanto, Poliana Okimoto conseguiu o bronze na maratona aquática 10 km, somando uma medalha para a natação brasileira. Por outro lado, também foi a edição olímpica em que o Brasil mais conquistou vaga nas finais, foram oito ao todo.

Londres 2012

Em Londres 2012, o país conquistou duas medalhas. César Cielo trouxe o bronze no 50m livres e Thiago Pereira garantiu a prata no 400m medley. O Brasil esteve em cinco finais, ao todo.

 

LEIA MAIS

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Olimpíadas: Qual foi a melhor colocação do Brasil no ranking de medalhas?

Tradição na natação? Confira os últimos medalhistas olímpicos do Brasil

Olimpíadas: Judô ou natação? Qual esporte rendeu mais medalhas ao Brasil na história?