NFL: previsão do que teremos na temporada 2021

A temporada 2021 da NFL vem aí, então vamos de previsão (ou não) do que vai acontecer nesse ano na NFL

Lucyen Costa | NFL da Zueira
Falo de Futebol Americano, faço memes de NFL e tenho especialização em irritar pessoas

Crédito: Abbie Parr / Getty Images

 

 

Estamos a 2 meses do kickoff da NFL e, enquanto torcedores do Packers arrancam os cabelos com a incerteza de ter Aaron Rodgers ainda no time ou lidar com Jordan Love de starter e os torcedores do Patriots se iludem com Mac Jones JURANDO que ele é grande coisa, o resto das torcidas da NFL só quer um pouco de paz e sossego para celebrar mais uma offseason que fica pra trás. Entretanto o que podemos esperar da Temporada 2021 da NFL?

Inicialmente vamos aos fatos já conhecidos de todos aqueles que já acompanham NFL há um tempo: o Vikings não tem Super Bowl e vai seguir dessa forma (saudades de quando podíamos falar isso do Philadelphia Eagles). Vamos juntos dar uma voltinha pelas divisões da liga que todos aprendemos a amar (ou nem tanto assim, mas o esporte é “txóp”).

 

 

NFC

Na NFC North, mais uma vez, há um fenômeno estranho de incerteza para torcedores do Packers e alegria (ou ilusão) para torcedores do Bears. Enquanto a torcida do Vikings tá esperançosa com o retorno do corpo de Linebackers – resumido a Eric Kendricks – que passou a última temporada na IR (não é imposto de renda, é Injury Reserve mesmo), o torcedor do Lions (existe isso?) já sabe o que esperar… absolutamente nada, ainda mais com Jared Goff vindo pro time. Voltando a Packers e Bears, a última vez que esse fenômeno estranho ocorreu foi em 2019, quando veio ao ar a matéria absurda intitulada “Is Mitch Trubisky close to detrhoning Aaron Rodgers as best QB in NFC North?”, e o resultado foi Packers campeão da Divisão e Bears fora dos Playoffs. Será que vem aí?

 

Com o giro em movimento horário, a NFC East, se é que isso pode ser considerada divisão da NFL, segue também com os torcedores do Cowboys naquele clima de “esse ano vai” mesmo sabendo que não vão para lugar nenhum. Para além da torcida do Giants que – com a exceção de alguns iludidos – sabe bem que Daniel Jones não é QB e sem QB não há time de Futebol Americano e rezam pela integridade física de Saquon Barkley, os torcedores de Eagles e Washington são os únicos capazes de celebrar alguma coisa. Por parte do Eagles, há aquela sensação de que tudo vai dar certo com a dupla Jalen Hurts e DeVonta Smith, enquanto a galera de Washington ainda tá celebrando o inesperado título divisional na temporada passada, com a certeza de que Chase Young carregará o time nas costas mais uma vez. Ps: esse é o último ano de Daniel Jones QB titular do Giants. #PAS

 

Na NFC South, a brisa da Flórida segue batendo serena, quente e confortável no rosto de Tomas Edward Patrick Brady Jr., também conhecido como Marido da Gisele, enquanto nos outros times a situação é complicada. Para além do Falcons que, mesmo cometendo a burrada de trocar o Julio Jones por uma escolha de 2ª rodada – parabéns por isso –, permanecem com Matt Ryan de QB titular, o Panthers e o Saints terão novos QBs titulares na posição, sendo o último mais uma situação dramática já que André Brisa (Drew Brees) resolveu respeitar os limites da idade.

 

Concluindo a melhor conferência da NFL (sem espaço para discussões, só minha opinião importa), a NFC West chega como a divisão mais pretensa a embolar, afinal de contas – com a exceção do Seahawks que segue com um time patético e sem linha ofensiva – os times vêm com elencos fortes e prometem DEMAIS pra temporada 2021… Prometem tanto que há um temor absurdo de uma decepção coletiva. Cardinals (que também não tem Super Bowl) com JJ Watt fazendo força com Chandler Jones, Aaron Donald arrastando tudo no Rams e Matthew Stafford vindo aí e o 49ers com Trey Lance pronto pra colocar o Jimmy Garoppolo no seu habitat natural, além do retorno do muso gostoso lindo e maravilhoso Nick Bosa. Que Deus abençoe essa divisão e tenha misericórdia de Russell Wilson.

 

AFC

Passando para a outra conferência, começando com a AFC North, temos um Browns que FINALMENTE PARA A GLÓRIA DO SAGRADO conseguiu chegar nos Playoffs e ainda conseguiu uma vitória contando com uma sonora e generosa ajuda do Steelers. Infelizmente a sorte não foi tanta quando enfrentou o Chiefs. Para além do Browns que segue forte, tal qual os tijolos que Baker Mayfield lança pros seus recebedores, o Ravens continua com uma boa base, o Steelers segue cumprindo seu papel de asilo para idoso (o QB camisa 7), e o Bengals espera ter uma evolução na proteção ao menino Joe Burrow, que agora contará com Ja’marr Chase como uma das armas. Tem tudo para embolar? Tem sim… Se vai, aí é outra história.

 

Na AFC East aquele negócio que falei no começo do texto… Depois de uma temporada fora dos playoffs, curiosamente a primeira temporada após a saída de Brady, o Patriots joga toda sua esperança nas costas de um QB vindo de Alabama, e ai de quem falar que o Mac Jones é bust. O Bills segue forte e Josh Allen agora tem um motivo a mais para jogar bem: o ídolo Mitchell Trubisky doido pra puxar seu tapete. Jets também vem de quarterback novo, o Zach Wilson, fazendo com que a torcida do menor de New York sonhe com uma temporada não tão vergonhosa quanto as últimas. Do lado dos golfinhos de Miami, Tua Tagovailoa deu uma aquecida nos corações da galera, e agora com Jaylen Waddle e os reforços pra linha ofensiva, talvez o time possa equilibrar mais o ataque com a excelente defesa.

 

AFC South, também conhecida como piada da AFC (tal qual a NFC East), vem pra mais um ano de Titans fortes e imponentes, e torcedores do Colts iludidos achando que o Carson Wentz ainda dá uma boa sopa… Se vai dar, eu queimo minha língua, mas opto por cornetar previamente. O Jaguars assegurou o fim da carreira de Trevor Lawrence ao draftá-lo, mas isso não impede os torcedores da franquia do Condado de Duval sonharem um pouco – lembrando que o Jaguars chegou à final da AFC em 2018 com Blake Bortles – com um possível sucesso, mesmo que saibamos que isso não vai ser fácil. Boatos que existe uma quarta franquia na divisão, mas aparentemente essa franquia mudou para Arizona, deixando um conglomerado de jogadores lá em Houston, junto a um Quarterback que tá empenhado em dar dinheiro aos advogados para lhe tirarem de uma situação bem complicada.

 

Chegamos à AFC West, reino dos Chiefs nos últimos anos. O Chiefs, atual bicampeão da AFC, agora ilude seus torcedores afirmando que buscará o 20-0… Sabemos que começa 0-1 perdendo pro Browns (sim, já to cravando). O restante da Divisão se resume a dor, prantos e ranger de dentes. O Broncos tá lá com o projeto Drew Lock seguindo para a ruína total – tal qual o projeto Daniel Jones no Giants – e o Chargers tá lá confiando em Justin Herbert, que já foi a grata surpresa de 2020, mas tomara que não destruam os bons jogos do garoto com péssimas decisões e atuações patéticas da defesa. Antes que eu me esqueça, tem uma franquia em Las Vegas, mas talvez essa não mereça uma menção por aqui, já que a mesma segue sendo mais conhecida por ser uma marca de roupas do que por ser um time de futebol americano.

 

Bold Predictions? Temos também

Ditos, falados e conclusos, podemos partir para uma bold prediction talvez dissociada da realidade, que acabe se tornando verdade, não sei… Campeões de divisão: Vikings, Washington, Buccaneers e Cardinals na NFC; Browns, Bills, Titans e Chiefs na AFC. Packers, Bears e Eagles indo aos playoffs no Wild Card da NFC e Dolphins, Ravens e Chargers no Wild Card da AFC.

E nem se iludam, o Super Bowl já tem dono! Se chama Tompa Brady Gronkaneers.

Tomara que esse velho insuportável se aposente após ganhar o 8º Super Bowl.

Quem leu, leu. Quem não leu, aquele abraço e nos encontramos em 09 de Setembro de 2021!

 

Veja mais:

NFL: os 5 melhores ataques para a próxima temporada

Qual calouro pode causar maior impacto nesta temporada na NFL?

Peyton Manning frustra torcida do Broncos sobre possível ida de Aaron Rodgers para a franquia: “Espero que ele fique em Green Bay”