Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: Brasil vence a Argentina por 25 a 23 em clássico no handebol

Goleiro Ferrugem fecha bem o gol, defesa e ataque atuam bem e Brasil consegue a primeira vitória em Tóquio 2020 para manter a esperança de classificação

Marjoriê Cristine
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/COB

O Brasil encarou o clássico contra a Argentina no handebol masculino com um único objetivo: vencer. Depois de sofrer três derrotas em três jogos, a seleção brasileira ganhou por 25 a 23, na noite desta quinta-feira (29). A primeira vitória nas Olimpíadas de Tóquio 2020 veio com dois bons sabores: ainda com chance de classificação e eliminar o maior rival.

Neste domingo (1/08), o Brasil precisa de mais uma vitória, desta vez, contra a Alemanha. A partida será às 7h30 (horário de Brasília). Apenas os quatro melhores de cada grupo se classificam às quartas de final no handebol. Com os primeiros pontos conquistados, a seleção ainda tem chance de avançar.

+Olimpíadas: Pivô da Argentina no handebol namora armadora do Brasil

Como nos primeiros jogos, a seleção brasileira começou o jogo focada e arrasadora. O time está muito bem armado defensivamente e não precipitou as bolas de transição. O ataque jogou com mais tranquilidade e o time estava concentrado em campo.

Como só a vitória interessava, não demorou para o Brasil abrir uma boa vantagem no placar. Graças ao goleiro Ferrugem, que foi um paredão e jogou em alto nível, evitando as finalizações da Argentina. Com as grandes defesas, os brasileiros foram para o intervalo com a vantagem de 14 a 7 no placar.

Queda de rendimento

No segundo tempo, o Brasil continuou na mesma batida e abriu uma larga vantagem contra os argentinos. O placar chegou a ficar 21 a 10. Mas os hermanos fizeram uma sequência de quatro gols e começaram a sua reação. Quando o jogo estava 22 a 15, o técnico da seleção brasileira pediu tempo para que o time se reconectasse.

Como aconteceu nos últimos jogos, o Brasil caiu de rendimento. Sem conseguir manter a energia e a regularidade para ficar com a vantagem e matar o jogo, o time cedeu espaços ao rival.

A Argentina aproveitou muito os contra-ataques e emplacou uma sequência de boas finalizações até a diferença ficar de apenas dois pontos no placar: 23 a 21. As duas equipes pareciam cansadas, e os brasileiros contavam com o fim da partida para relaxar. Ainda deu tempo para mais quatro gols, dois de cada lado, e a partida terminar em 25 a 23.

LEIA MAIS:

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Olimpíadas: Lucas Verthein termina sua participação no remo em 12º lugar